Salo revela ameaças de morte após punição a Verstappen

Ex-piloto da F1 e comissário convidado em Austin, finlandês diz que mensagens vieram em sua maioria da Holanda

Comissário convidado do GP dos Estados Unidos de 2017, Mika Salo revelou ter recebido ameaças de morte pela punição aplicada a Max Verstappen instantes após a bandeirada em Austin.

Na ocasião, o jovem holandês superou Kimi Raikkonen nas últimas curvas para assumir o terceiro lugar da prova. Porém, enquanto ainda estava na antessala do pódio, recebeu uma punição de 5s que o derrubou novamente para quarto, já que utilizou o traçado interno para completar a manobra sobre o piloto da Ferrari.

Salo, compatriota de Raikkonen e que, curiosamente, foi parceiro de equipe na F1 do pai de Max, Jos Verstappen, disse ter sido importunado por torcedores, além de ter seu artigo na Wikipedia modificado de forma a criticá-lo.

“Eu recebi ameaças de morte, sobretudo da Holanda. A mudança no artigo da Wikipedia foi uma piada engraçada, mas ameaças a mim e a outros membros do júri não devem ser toleradas”, disse o ex-piloto ao site SuomiF1.

“Foi uma punição, mas regras são regras. Elas claramente dizem que, se um piloto se beneficiar da pista de apoio, ele deverá receber uma punição.”

“Max estava à frente de Raikkonen após a curva, graças àquilo. A situação é clara.”

Salo, comissário convidado frequente da F1, já havia sido obrigado a justificar outras punições – como uma aplicada justamente a Raikkonen, na Bélgica, quando o finlandês recebeu uma dura penalização por ignorar bandeiras amarelas.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias