Sauber atrasa salários de fevereiro de parte dos funcionários

Monisha Kaltenborn admitiu que "problemas técnicos" impediram pagamento do staff no mês de fevereiro para colaboradores da equipe de Felipe Nasr

O 2016 da Sauber já se mostra difícil mesmo antes do início da temporada da F1. Após o carro que vai competir este ano só ter sido disponibilizado na segunda bateria dos testes de pré-temporada em Barcelona, os salários de fevereiro de parte dos funcionários ainda não foram devidamente pagos.

Segundo o jornal suíço Blick, a escuderia vem enfrentando problemas em receber verbas de patrocinadores dos dois pilotos, o que acabou prejudicando parte do staff da equipe.

Monisha Kaltenborn, CEO do time suíço, admitiu o atraso, mas ressalta que o problema é pontual.

"Sim, é verdade. Parte dos salários de fevereiro ainda está pendente. Lamento imensamente", disse ela. "É lamentável. Este é o momento do ano em que mais gastamos."

"Estamos com problemas técnicos na remessa de um grande montante vindo de patrocinadores do exterior."

"Vamos resolver isso logo. Voltaremos a ter tudo sob controle e sairemos desta situação lamentável."

A Sauber frequentou as manchetes de jornais também no início de 2015, com o caso de Giedo van der Garde, que tinha requerido seu lugar na equipe para correr a temporada passada e foi parar nos tribunais. Além disso, sob a mesma alegação, Adrian Sutil entrou com uma ação contra os suíços pedindo US$ 3,5 milhões de dólares de indenização.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Equipes Sauber
Tipo de artigo Últimas notícias