Sauber e Alfa planejam expandir parceria em lado técnico

Chefe da equipe diz que influência da Alfa Romeo na Sauber deve crescer bastante daqui para frente

Apesar de ter motores da Ferrari, a Sauber possui em 2018 uma parceria com a Alfa Romeo. Parceria esta que deve crescer nos próximos anos segundo a própria equipe suíça.

O chefe da Sauber, Frederic Vasseur, disse ao Motorsport.com que o aspecto tecnológico não foi definido no início do acordo, mas agora é uma prioridade.

"Nós não fizemos isso com pressa, mas fizemos isso muito rápido", disse Vasseur. "Nós concordamos com o acordo de fornecimento de motores no final de julho/agosto, então começamos a discutir sobre a Alfa Romeo e fizemos o anúncio no início de dezembro”.

"Confie em mim: foi muito rápido. Temos um projeto diferente e agora temos que investigar diferentes aspectos da colaboração.”

"Estamos mais do que abertos a ampliar a colaboração com a Alfa Romeo e veremos passo a passo como e quais poderão ser as próximas opções. Uma colaboração técnica será uma delas."

O acordo da Sauber com a Alfa veio depois que o time estabeleceu um acordo com a Ferrari para usar seus motores de última geração após uma temporada com uma unidade de energia de um ano de idade.

A outra equipe cliente da Ferrari, a Haas, utiliza uma parceria técnica muito mais especializada, mas Vasseur reiterou que a Sauber não explorará algo semelhante, e que qualquer contribuição como essa viria de um acordo reforçado com a Alfa.

"A Ferrari é o fornecedor de motores, a Alfa Romeo é a parcera técnica", disse ele. "Eu não quero discutir sobre a Haas e o projeto da Haas. Eles estão fazendo um bom trabalho. Temos nosso próprio projeto”.

"Temos que definir com a Alfa Romeo como podemos ter sucesso, como podemos desenvolver a equipe e como vamos seguir nosso próprio caminho."

O diretor técnico da Sauber, Jorg Zander, juntou-se à equipe depois que a Audi se retirou da divisão LMP1 do World Endurance Championship. Ele disse que a colaboração com a Alfa Romeo deu outro impulso à equipe.

"Temos um carro bonito, queremos um desempenho melhor, mas as pessoas percebem que há uma grande mudança acontecendo desde que entrei (antes da temporada de 2017)", disse ele ao Motorsport.com.

"As pessoas veem que crescemos e temos muito mais confiança. Há dois anos, a situação era certamente muito diferente e isso afeta a filosofia das pessoas, sua confiança. Elas desenvolvem uma certa cultura.”

"Agora é sobre aspectos mais positivos. As pessoas começam a criar uma crença muito mais forte e isso é muito positivo, mas leva tempo.”

"Não é uma mensagem e as pessoas dizem 'OK' e mudam tudo de cabeça para baixo. Leva tempo até que eles entendam a mudança necessária."

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Equipes Sauber
Tipo de artigo Últimas notícias