Sauber espera dar "grande passo" com os elementos Ferrari

Fred Vasseur, chefe da equipe, diz que usar elementos da Ferrari seria um grande avanço para a equipe suíça

A Sauber chegou a um acordo com a Ferrari para ter a especificação mais recente do motor e da caixa de câmbio italiana em 2018 e agora está em negociações para contar com os pilotos juniores do time e ampliar sua colaboração técnica.

Fred Vasseur aponta para Sauber, que é atualmente a décima e última no campeonato de construtores, para voltar a lutar no meio do grid e sente que usar elementos da Ferrari seria um grande passo adiante a curto prazo.

Mas fazê-lo não seria tirar o máximo proveito de sua fábrica em Hinwil, que foi atualizada durante seus anos como uma equipe de fábrica da BMW e tem a capacidade de produzir um carro de F1 completo nas suas instalações.

"Seria um grande apoio para a Sauber ter esse tipo de parceria com a Ferrari", disse Vasseur ao Motorsport.com quando perguntado se o relacionamento se estenderá ao uso de peças que uma equipe pode usar de outro construtor.

"Seria a maneira mais rápida de melhorar porque é um grande passo em três meses. É uma boa maneira de melhorar rapidamente, recuperar o ritmo e alcançar o meio do grid, e logo podemos ver qual será o passo seguinte".

"Primeiro, precisamos pensar sobre o futuro próximo, no próximo ano. Por outro lado, você tem que manter a capacidade, a tecnologia e o know-how em sua casa. São coisas que eu não quero encontrar e perder".

"Eu simplesmente não quero esperar pela Ferrari para fazer o próximo avanço na evolução do carro. Isso não faz sentido".

"Temos instalações muito boas: o túnel de vento é bom, temos que usar esse recurso. Você deve encontrar o saldo indicado".

Vasseur, que planeja ter mais conversas com a Ferrari nas próximas semanas, acrescenta que uma vez que os detalhes da colaboração técnica sejam resolvidos, a atenção será dada aos pilotos.

Charles Leclerc, piloto júnior da Ferrari e atual campeão de Fórmula 2, é o favorito para se sentar na Sauber no próximo ano, mas ainda não está claro se Antonio Giovinazzi, que também faz parte do time júnior da Ferrari, terá o segundo assento.

"Estamos discutindo a possibilidade de ampliar o parâmetro do acordo técnico e nós o faremos", disse Vasseur. "Então, há a próxima questão, que é a dos pilotos. É parte da colaboração com eles".

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Equipes Ferrari , Sauber
Tipo de artigo Últimas notícias