Sauber fala em melhor temporada em 20 anos e não descarta vitória

Dirigente acredita que resultados como o pódio de Montreal mostram que o C31 é um carro bom em todas as pistas

Peter Sauber parabeniza Sergio perez

Um dos homens mais felizes com a alta competitividade da temporada atual da F-1 é Peter Sauber. Com 20 anos na categoria e 40 no esporte, o chefe da equipe que leva seu nome já viu o escapamento de seu carro ser copiado pelos times grandes, seu piloto Sergio Perez subir ao pódio por duas vezes e se anima com mais pontos somados em sete corridas do que em 2011 inteiro. Para ele, a F-1 não poderia estar melhor.

“Pelo que posso ver, há algumas pessoas no paddock que não se acostumam a não saber o que vai acontecer no domingo já na sexta-feira. Acho que a perspectiva dos fãs é outra. Eles gostam da imprevisibilidade, da variedade e da competitividade acirrada. Estou na F-1 há 20 anos e ela nunca esteve melhor”, afirmou em entrevista divulgada pela equipe.

Segundo o suíço, o pódio de Perez em Montreal, após a equipe ter somado apenas 11 pontos nas quatro provas anteriores, mostra apenas o real potencial do carro.

 “Sabíamos que o C31 era muito melhor do que os resultados dos últimos GPs sugeriam. Nossa performance em Barcelona e em Mônaco foi pior do que nossa capacidade. Depois de sete corridas ficou claro que é um carro virtualmente rápido em todo tipo de pista.”

Perguntado se acredita que a Sauber pode vencer sua primeira prova como time independente – ganhou o GP do Canadá de 2008 quando era controlada pela BMW – o dirigente afirmou que, para isso, é preciso se classificar melhor.

“Antes da temporada acho que ninguém me perguntaria isso, mas agora, depois de sete corridas com vencedores diferentes, muita coisa parece possível. Estivemos muito perto na Malásia e mais pódios parecem ser uma meta realista. O pré-requisito é ter boas posições de largada.”

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias