Sauber vê concorrência direta da Manor e Haas em 2016

Esperando por ano mais difícil, equipe de Felipe Nasr espera estar mais vezes na zona de pontuação na próxima temporada

Se recuperando de um 2014 desastroso em sua história, a Sauber conseguiu acumular 36 pontos neste ano, ficando à frente da Manor e McLaren.

Monisha Kaltenborn, diretora da escuderia de Felipe Nasr, acredita que com a chegada dos motores Mercedes na Manor e estreia da Haas, tendo apoio técnico da Ferrari, não há garantias da manutenção da oitava posição no campeonato de construtores.

"Você nunca deve subestimar ninguém", disse ela. "Temos a Manor que vai contar com motores Mercedes e a chegada da Haas, que sabemos pela mídia que terá amplo apoio da Ferrari."

"Então será muito difícil marcar pontos.

No entanto, Kaltenborn acredita que a Sauber está bem equipada para afastar a ameaça dos dois times, com o seu orçamento básico de 2016. Além disso o diretor técnico ex-Force India e Caterham, Mark Smith, se juntou à equipe no início do ano.

"Mark tem muita experiência, principalmente se você estiver em uma situação onde você tem suas limitações e por isso ele é muito calmo, tem muito sangue frio", explicou Kaltenborn.

"Ele tem uma visão clara do que está trazendo no passo-a-passo. E se você tem a experiência de como lidar e liderar a equipe na parte técnica dentro dessas limitações, ele está indo no caminho certo."

"Ele tem apoio total do time que está a seu comando. Estamos certos de que iremos ver muito de sua influência no lado técnico, simplificando as coisas e nos tornando mais eficientes."

"Então estamos indo na direção certa passo a passo, no mesmo ritmo que as coisas andaram neste ano também."

Entrevistado por Jonathan Noble

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Equipes Sauber
Tipo de artigo Últimas notícias
Tags mark smith, monisha kaltenborn