Schumacher celebra performance em Melbourne mas evita clima de oba-oba

Após duas temporadas completas, heptacampeão acredita que Mercedes já encontrou boa dinâmica de trabalho para evoluir carro

Após bom início, Schumacher quer os pés no chão

Depois de dois anos apagados sendo constantemente superado pelo companheiro, Michael Schumacher mostrou na primeira etapa que a temporada de 2012 pode ser diferente. O alemão foi o quarto na classificação e quando parecia um candidato ao pódio, abandonou com problemas de câmbio. "De fato, foi um fim de semana interessante para nós. Entendemos muitos dos nossos problemas, e como este é o nosso terceiro ano como equipe estou certo que podemos entender mais rápido nossas fraquezas para nos trazer benefícios."

"É importante entender onde é nossa área problemática e lidar com isso. Isso nos tomou algum tempo, o que é normal. Você vem de um teste de inverno e não tem as mesmas condições. Você precisa de uma referência e Melbourne foi uma referência para nós. Desta vez, entendemos os assuntos a serem encarados e espero melhorar neste fim de semana."

Após o GP da Austrália, a imprensa mundial tratou de colocar a Mercedes em posição de destaque. O heptacampeão não se impressionou com os comentários. "Acho um pouco demais dizer que tivemos um fim de semana fenomenal. Em comparação com o ano passado estamos bem, mas ainda assim ficamos em quarto na classificação. Temos de trabalhar no ritmo de corrida, mas temos boas ideias de como melhorá-lo."

"Esperamos achar melhoras em relação à versão do carro que tínhamos em Melbourne. Estou certo disso. Há experiências do passado em que mostramos usar bem as informações para melhorar o carro. Como disse em Melbourne, o GP da Austrália não diz o que será o ano todo."

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Malásia
Pilotos Michael Schumacher
Tipo de artigo Últimas notícias