Schumacher e Rosberg querem comprovar "boas sensações" na Malásia

Nico destaca a importância da velocidade de reta da equipe alemã para bater os rivais no GP do próximo final de semana

Schumacher quer sacudir a poeira de Melbourne

Depois de muita expectativa, aumentada ainda mais pela bela classificação na Austrália, a Mercedes saiu de Melbourne sem nenhum ponto conquistado e várias dúvidas a respeito de seu ritmo de corrida. Mas Michael Schumacher e Nico Rosberg esperam deixar tudo isso para trás na Malásia, no próximo final de semana.

“Depois do desapontamento da primeira corrida, estou voando para a Malásia com muita expectativa, porque vimos na Austrália que nosso carro é capaz de nos colocar no meio [dos líderes]. Claro que não esquecemos que o circuito de Melbourne não é representativo da realidade, mas mesmo assim o carro me dá boas sensações para o resto da temporada”, afirmou o heptacampeão, que estava em terceiro quando abandonou na Austrália.

“Sepang deve ser interessante para todos porque será a primeira pista da relação real de forças entre os carros. São curvas de baixa e de alta que dão um bom indicativo de onde você está, o que sempre torna a corrida malaia divertida para os pilotos e engenheiros, e um grande desafio para a máquina e o homem.”

Rosberg é outro fã da pista malaia e acredita que a velocidade de reta da Mercedes possa ser um diferencial na corrida.

“Sepang é uma das minhas pistas favoritas. O circuito tem duas retas longas, o que deve nos favorecer neste ano, e as condições de clima serão muito complicadas, como sempre. Estou confiante de que podemos melhorar nossa performance.”

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Malásia
Pilotos Michael Schumacher , Nico Rosberg
Tipo de artigo Últimas notícias