Schumacher sobre renovação: "Não serei levado pela emoção"

Alemão destaca que, apesar da sequência de cinco abandonos em sete provas, está andando "até melhor" que Rosberg

Aconteceu um pouco de tudo com Michael Schumacher nestas sete primeiras etapas de 2012. O piloto sofreu até uma improvável falha na DRS, travada quando estava aberta no GP do Canadá, contrariando as determinações de segurança da FIA.

Isso, bem na época em que o alemão de 43 anos inicia as negociações para a renovação de seu contrato com a Mercedes. O heptacampeão, no entanto, garante que esta maré de azar não vai afetar a decisão decontinuar ou não na F-1.

 “Certamente não serei guiado pela emoção em relação a meu futuro na F-1. Isso se aplica aos lados positivo e negativo”, garantiu à revista suíça Motorsport Aktuell. “Se a equipe e eu acreditarmos que todos os fatores importantes estão em ordem, vamos conversar sobre estender nossa cooperação.”

Schumacher destacou que, embora tenha sofrido no início de seu retorno à categoria, em 2010, hoje considera que seu desempenho está até um nível acima do companheiro Nico Rosberg.

“Desde a metade de 2011 tenho estado no nível de Nico na corrida e agora estou até melhor”, salientou o piloto, que brincou com a série de abandonos que teve até aqui no campeonato – cinco em sete provas – dizendo que às vezes se sente como “um piloto de testes” da Mercedes. 

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Michael Schumacher
Tipo de artigo Últimas notícias