"Se fosse piloto, desejaria ir pra Ferrari", diz dono da Red Bull

Dietrich Mateschitz afirmou que não impediria Sebastian Vettel de mudar de equipe caso o alemão quisesse

O dono da Red Bull, Dietrich Mateschitz, garantiu que não impediria Sebastian Vettel de quebrar seu atual contrato com a equipe, caso o alemão quisesse sair. O atual acordo do tricampeão é válido até o final de 2014 e há constantes rumores de que o piloto pode se transferir para a Ferrari.

“Se não desse mais certo entre nós perderia o sentido tentar mantê-lo só porque temos um contrato válido. Se eu fosse um piloto de F-1, certamente teria o desejo de ser piloto da Ferrari. Mas no momento não é um problema.”

Mateschitz aproveitou para defender Mark Webber, que assinou contrato apenas válido até o final desta temporada e foi fortemente criticado pelo consultor da Red Bull, Helmut Marko, por sua inconsistência.

“Em algumas provas, ele pode mostrar todo seu potencial. É difícil para ele pilotar contra o Sebastian, mas a equipe garante carros iguais e tratamento igual para ambos os pilotos. Quando Mark dá seu melhor, é difícil até para Sebastian batê-lo. Temos sorte de ter dois números um.”

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Sebastian Vettel
Tipo de artigo Últimas notícias