"Se tem alguém que pode me ajudar, é o Massa", indica Nasr

Brasileiro recém contrato pela Williams fala da relação com o compatriota, que vai para seu 12º ano na F1

Estreando na F1, em um ambiente totalmente novo para ele, o brasileiro Felipe Nasr já escalou uma pessoa para lhe ajudar na ambientação à categoria e à sua nova equipe: nada menos do que seu compatriota e companheiro de Williams, Felipe Massa.

“Eu já conhecia o Massa das corridas de kart no Brasil e, para mim, foi até mais fácil ter uma comunicação com ele, que é uma pessoa muito aberta e com larga experiência na Fórmula 1”, disse o piloto direto do Bahrein, à Rádio Bandeirantes.

“Então se tem alguém que pode me ajudar, é ele. Ele esteve acompanhando o meu treino e estava muito interessado em saber o que estava acontecendo. Isso é importante. Acho que ele está animado para este ano, então foi bom compartilhar o dia com ele”, continuou Nasr.

O novato não se furtou de comentar sobre os novos motores da categoria e destacou a vantagem dos motores Mercedes, que equipam McLaren, Mercedes, Williams e Force India.

“É o que todos estão vendo: a Renault sofreu problemas, especialmente nos primeiros dias de treino. No momento, os motores Mercedes estão em vantagem, quem os utiliza quase não sofreu contratempos e pôde se concentrar no acerto e no desenvolvimento do carro. Já nos carros da Renault, cada dia é uma surpresa. Não duvido que eles vão chegar, vai haver um investimento para isso. Mas vai demorar um pouco para eles alcançarem o motor Mercedes”, analisou.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Felipe Massa
Tipo de artigo Últimas notícias