Sebastian Vettel: “Parece que tudo o que fazemos é errado”

Na defensiva, bicampeão do mundo volta a falar das polêmicas de Hockenheim. Para ele, manobra deveria ser permitida

Vettel se envolveu em polêmicas na Alemanha

 

Envolvido em duas grandes polêmicas no GP da Alemanha, Sebastian Vettel teve uma coletiva de imprensa bem mais movimentada que o normal, hoje, em Budapeste. Na defensiva, o alemão teve de responder mais uma vez sobre a punição sofrida em Hockenheim e também sobre Lewis Hamilton, de quem reclamou após o GP alemão por ultrapassá-lo quando era retardatário.

“Não disse que a decisão (de Lewis) foi estúpida”, defendeu- se Sebastian. “Se eu disser que é desnecessário, isso é colocado como se eu tivesse dito que era estúpido. É desapontador porque tenho uma boca e posso dizer algumas palavras. Vocês têm orelhas, mas de certa forma, dentro desse processo, erros acontecem”, ironizou. Para o atual bicampeão mundial, Hamilton ajudou seu companheiro de equipe, Jenson Button e o prejudicou. “Se você olhar nas regras, está claro que você pode fazer isso. Disse que foi desnecessário. Obviamente, estava perseguindo Fernando e isso não me ajudou. Provavelmente ajudou Jenson, mas não estou reclamando. Disse que foi desnecessário do ponto de vista da disputa, pois ele distraiu os líderes, não importa quem era”, concluiu Vettel.

Sobre a punição sofrida por ultrapassar Jenson Button por fora da pista, no final da corrida, Sebastian lamentou não ter tido nenhuma orientação da direção da prova ou mesmo de sua equipe durante as voltas finais. “Obviamente seria importante ter uma resposta da equipe ou da direção da prova o quanto antes; isso ajudaria. No final das contas, não era certo o que fiz e fui penalizado. É uma pena”. Na opinião do alemão, a manobra deveria ter sido permitida. “Acho que deveríamos sair e correr, é por isso que as pessoas assistem às corridas. Nós ultrapassamos e, às vezes, algo acontece ou alguém bate. Erros acontecem. Acho que se todos só seguíssemos uns aos outros...parece que tudo o que fazemos é errado. Temos de fazer o que achamos, às vezes as pessoas gostam, outras não" , argumentou o piloto da Red Bull. "Mas o que quer que tenha acontecido já passou. Não estou em Hockenheim. Estou na Hungria e animado para esta corrida", completou.

A punição no GP da Alemanha custou a Vettel 20 segundos ao final da prova e ele caiu da 2ª para a 5ª posição. No campeonato foi a 110 pontos contra 154 do líder Fernando Alonso. 

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Hungria
Pilotos Sebastian Vettel
Tipo de artigo Últimas notícias