Sedação de Schumacher está sendo reduzida, confirma empresária

Sabine Kehm explicou que não se sabe ainda quanto tempo levará para o heptacampeão, internado há um mês, acordar

A sedação que mantém Michael Schumacher em coma após acidente de esqui sofrido há um mês está sendo reduzida aos poucos para “iniciar o processo de acordá-lo”, confirmou a empresária do ex-piloto, Sabine Kehm.

A alemã, no entanto, ressaltou que não há previsão de quando Schumacher vai acordar e nem de qual será sua situação clínica. O heptacampeão da Fórmula 1 sofreu duas intervenções cirúrgicas após bater a cabeça em uma rocha e sofrer sérias lesões cerebrais.

Kehm repetiu ainda o pedido da família de Schumacher para que sua privacidade seja preservada. “A família de Michael Schumacher novamente pede que respeitem sua privacidade e o sigilo médico, e que os médicos que estão tratando Michael não sejam atrapalhados em seu trabalho. Ao mesmo tempo, a família gostaria de expressar seu sincero apreço pela simpatia de todos.”

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias