Sem alternativas, McLaren deve permanecer com Honda em 2018

Fracasso nas negociações entre Honda e Toro Rosso deve reduzir possibilidades de equipe inglesa trocar de parceira técnica no ano que vem

Mesmo em nova temporada complicada, a McLaren pode se ver sem alternativas e ficar obrigada a permanecer com os motores Honda para o campeonato do ano que vem da F1.

A informação é do site da revista MotorsportMagazine. De acordo com a publicação, o fracasso nas conversas entre Honda e Toro Rosso podem afetar indiretamente a McLaren e reduzir suas possibilidades de troca de parceria técnica para 2018.

A Honda negociou com a Toro Rosso a respeito de uma parceria, mas as duas partes não chegaram a um acordo financeiro. Assim, o time italiano permanecerá com os motores Renault.

Ocorre que a Renault era considerada justamente a última possibilidade para a McLaren. Porém, a empresa francesa segue comprometida a três equipes (Red Bull, a equipe oficial da Renault e a própria Toro Rosso) e tem se mostrado contrária à ideia de obter um quarto cliente.

Assim, a McLaren teria condições de trocar de fornecedora de motor apenas em uma hipotética saída da Honda da F1. Neste caso, o regulamento técnico imporia obrigatoriedade a alguma das fornecedoras remanescentes a ceder unidades de potência à McLaren.

A equipe inglesa conta com motores Honda desde 2015, sendo que vem acumulando campanhas apagadas desde então. Em 2017, o time ocupa o penúltimo lugar entre os construtores, com um sexto lugar de Fernando Alonso na Hungria melhor resultado.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Equipes McLaren
Tipo de artigo Últimas notícias