Sem conseguir largar, Nasr desabafa: “é uma vergonha”

Com problemas no câmbio antes da largada, brasileiro fica de fora de prova que poderia ter pontuado.

Felipe Nasr teve um final de semana para esquecer em Silverstone. O brasileiro havia se classificado na 16ª colocação, mas sequer conseguiu largar, por conta de um problema de câmbio. Frustrado, o piloto da Sauber disse que foi uma vergonha.

Durante a volta em que o brasileiro levava o carro para a formação do grid, a Sauber falhou e ficou parada na pista. Com muito custo o bólido foi levado de volta aos boxes, mas mesmo assim, a equipe não conseguiu consertar o câmbio, deixando Nasr fora da prova.

“Um dia de azar para mim. Quando eu saí para o grid de largada eu fiquei preso em sexta marcha. Assim que voltei para a garagem a equipe detectou um problema mecânico com a caixa de velocidades”, explicou.

O brasiliense contou que perdeu uma grande oportunidade de pontuar hoje e desabafa.

“É uma vergonha. Olhando para o número de carros que abandonaram, esta foi uma corrida em que eu poderia ter aproveitado algumas situações. Agora temos de olhar em frente e nos concentrar no próximo final de semana de corrida, em Budapeste”, finalizou.

Ericsson, que conseguiu largar, estava dentro da zona de pontuação até começar a chuva, que fez o piloto sueco perder posições e finalizar em 11º.

“Quando começou a chover em algumas partes da pista, outras ainda estavam secas. Não era uma situação fácil, nem para os pilotos e nem para as equipes. Infelizmente, fizemos muitas paradas hoje. Precisamos sentar e analisar o que poderíamos ter feito diferente”, afirmou.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Grã-Bretanha
Pista Silverstone
Pilotos Marcus Ericsson , Felipe Nasr
Equipes Sauber
Tipo de artigo Últimas notícias