Senna, 19º, afirma: "não tivemos a performance que esperávamos"

Brasileiro diz que chuva atrapalhou os planos da Williams e que meio segundo irá separar oitavo de 15º na classificação

Brasileiro da Williams ainda busca o acerto ideal para o carro em Melbourne

Bruno Senna não estava muito animado após as duas primeiras sessões de treinos livres do ano. O brasileiro ficou atrás do companheiro Pastor Maldonado nos dois treinos, que foram realizados em condições de mudanças climáticas constantes.

"Foi um dia normal. Infelizmente perdemos muito tempo com a chuva. Não estávamos esperando chuva à tarde, o que acabou minimizando o que podíamos testar, principalmente no seco. Não estamos dentro da janela de performance que a gente espera. Espero que amanhã o tempo esteja mais normal". A previsão é de sol para o sábado.

Ainda que as duas sessões tenham sido pouco representativas, Senna mantém o discurso do equilíbrio entre os times do pelotão intermediário. "Deu para ver no final do primeiro treino que estão todos muito próximos. Será uma diferença de meio segundo do oitavo até o 15º. O negócio vai estar quente."

Questionado pela reportagem do Total Race sobre o que falta para melhorar e alcançar o que foi apresentado na pré-temporada, o brasileiro colocou a responsabilidade no traçado particular de Melbourne. "É coisa de balanço mesmo. A pista está muito diferente do que andamos no inverno. A pista é completamente diferente de Barcelona."

Mas a dúvida que ficou no ar em relação à luta pela pole é se a Red Bull escondeu o jogo nos primeiros treinos livres, como fizera várias vezes em 2011. "Não dá para saber o que o pessoal estava usando de combustível. Historicamente, a Red Bull anda com muito combustível nos primeiros treinos. Na hora da classificação eles voam. Se for a mesma coisa sabemos o que vai acontecer", finalizou o piloto da Williams.

 

 

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Austrália
Pilotos Bruno Senna
Tipo de artigo Últimas notícias