Senna: "É a primeira vez que chego aqui com carro para pontuar"

Animado para Cingapura, brasileiro quer fazer seu ponto forte aflorar novamente nesta temporada: o treino classificatório

Bruno Senna está animado para correr em Cingapura, palco da corrida deste fim de semana da Fórmula 1. O piloto da Williams, em entrevista ao TotalRace, comentou como anda a expectativa de pilotar em Marina Bay e como lida com a única prova noturna da temporada. “Eu curto aqui. Obviamente, 2010 não foi uma boa corrida, mas em 2011 tive uma boa performance. Esse ano é a primeira vez que chegamos aqui com um carro que é capaz de marcar pontos. Estou animado, quero manter o ritmo para marcar uma boa posição para a equipe. Sabemos que o carro gosta de corrida com bastante downforce, e estamos colocando tudo para tentar fazer o melhor que a gente pode”, revelou Bruno Senna, 16º no campeonato com 25 pontos.

Em virtude de compromisos com patrocinadores, Senna chegou antes em Cingapura, o que pode ser uma vantagem. “É bom passar o tempo aqui, acostumar com o clima. Seria melhor se estivesse de férias do que trabalhando. Os dois dias que passei aqui antes de andar são sempre bons”, disse o piloto da Williams.

Sem contrato assinado para a próxima temporada, Senna revelou que, se tivesse em uma entrevista de emprego, destacaria a seu possível chefe sua virtude: classificar bem, mesmo sabendo que este ano ainda não conseguiu se acertar. “Nunca passei por isso, mas palavras não iriam fazem nada. Preciso de ter um trabalho de pista. Esse ano tive um bom desempenho, as classificações me atrapalharam, mas já provei ano passado que sou bom de classificação. Esse ano não deu muito certo, mas com certeza teremos mais algumas classificações fortes que irão mostrar isso”.

Comparando a pista de Marina Bay com a da Malásia, outro local em que os pilotos enfrentam o forte calor e umidade, Senna destacou o desgaste, tanto física, como mentalmente. Para Bruno, pilotar em Cingapura é sempre complicado. “É diferente, lá na Malásia tem muito esforço físico, mas aqui você tem o estresse de uma pista de rua e com o calor. É mais agressiva fisicamente. Vai ser uma das mais difíceis, mas ao mesmo tempo você tem bastante tempo se acontecer alguma coisa. Ela é bem diferente, dá para se recuperar de uma estratégia ruim, tem tempo. No ano passado a corrida foi longa, mais foi boa. Estou animado para essa, mas o que colabora para o estresse é que tem muita sombra na pista, você força muito, se aproxima muito do muro, encosta”, finalizou.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP de Cingapura
Pilotos Bruno Senna
Tipo de artigo Últimas notícias