Senna e Maldonado confiam em retrospecto para ir bem na Austrália

Enquanto isso, presidente da Williams garante que time está bem financeiramente e não precisa ter pressa por patrocinador

Senna relembra as vitórias na F-3 em Albert Park

Cheios de expectativa após uma pré-temporada promissora, Bruno Senna e Pastor Maldonado confiam em seus retrospectos em circuitos de rua para fazer uma boa prova inicial de campeonato pela Williams na Austrália.

“Um mês depois da última corrida da temporada você já começa a ter coceira de voltar a correr, então quatro meses depois mal posso esperar para começar. Espero que possamos ser competitivos desde o início”, afirmou o brasileiro.

Senna lembra que já venceu no circuito de Albert Park pelas categorias de acesso.

“Conheço o circuito, tendo corrido pela HRT em 2010 e também tive sucesso, ganhando três das quatro corridas da F-3 no GP em 2006, então tenho boas lembranças. A pré-temporada foi animadora, mas você nunca sabe exatamente o que todos estão fazendo. Certamente será apertado.”

Já Maldonado revela que os circuitos de rua são seus prediletos e se diz mais confiante do que ano passado, quando abandonou por uma quebra.

“Amo este tipo de circuito, de rua, então espero ter um bom final de semana. Conheço a pista e estou mais confiante com a equipe e o carro, então isso também vai ajudar. O time todo está forçando para melhorar, assim como eu.”

Falando sobre as finanças de equipe, o presidente Adam Parr acredita que a Williams não precisa ter pressa para encontrar um substituto para a ATT, cujo contrato como patrocinadora principal se encerrou ao final do ano passado.

De acordo com Parr, a equipe de Grove tem 45 milhões de dólares em caixa. “Estou muito satisfeito com o que fizemos no geral em termos de negócio. Não temos um patrocinador oficial no momento é isso seria obviamente importante para nós. Mas é algo que você tem de fazer direito porque seu patrocinador principal é o mais visível dos parceiros. De várias formas, tem a ver com o caráter do time.”

“Você quer um parceiro que seja bastante ativo na maneira que eles promovem e ativam a parceria. Isso não é algo com que vamos ter pressa, é algo que queremos acertar”, afirmou à Reuters.

Hoje, a marca mais visível nos carros da Williams é da petrolífera venezuelana PDVSA, que apóia Pastor Maldonado. “A PDVSA é uma parceira importante da equipe em aspectos financeiros e também outros, mas não é a única.”

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Austrália
Pilotos Pastor Maldonado , Bruno Senna
Tipo de artigo Últimas notícias