Senna: "Sem problemas, podemos chegar na frente em qualquer pista"

Piloto da Williams reconhece que times da ponta deram salto importante, mas vê carro com potencial para andar bem

A Williams tem carro para estar no top 10 na grande maioria das pistas. É esse o diagnóstico de Bruno Senna. Mesmo considerando que o pelotão da frente se distanciou demais da realidade do time nos últimos GPs, o brasileiro acredita que, com um final de semana limpo, não há motivo para ficar fora dos pontos nas quatro próximas etapas.

“Tem alguns detalhes para resolver, como o problema da asa dianteira, que vem dando problema há algumas corridas”, afirmou ao TotalRace. “A gente sabe que, quando temos um final de semana consistente, como em Suzuka, ficamos fortes o suficiente para chegar na frente. É uma questão de não ter problemas e aproveitar ao máximo o final de semana”.

Senna lembrou, contudo, que o orçamento da maioria das equipes está voltado para o projeto do carro de 2013. “Acho que algumas equipes, como a Red Bull, tiveram um salto grande de performance e fica difícil competir com eles nessa altura do campeonato. Ainda mais agora que a maior parte do desenvolvimento é voltada ao ano que vem”.

Sobre a próxima etapa do Mundial, Senna vê semelhanças com o traçado de Yeongam, no qual a Williams não foi bem, mas acredita que alguns detalhes possam favorecer o time de Grove. “A pista da Índia tem certas características parecidas com a Coreia, mas é menos ondulada – a não ser que o asfalto tenha se degradado de um ano para o outro. As curvas são menos longas, então acho que isso nos ajuda um pouco. Espero que estejamos entre os 10 primeiros, que é onde o carro merece estar”.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Índia
Pilotos Bruno Senna
Tipo de artigo Últimas notícias