Senna sobre pontos perdidos: "Não tem 22 Alonsos no campeonato"

Questionado pelo TotalRace sobre erros que ele e Maldonado vêm cometendo, Bruno diz que só há um piloto perto do ideal

O sétimo lugar no Mundial de Construtores, a 13 pontos da Sauber, não parece representar o potencial que a Williams mostrou nas primeiras nove etapas do campeonato e muito disso tem a ver com as chances desperdiçadas por ambos os pilotos: Bruno Senna teve três abandonos até agora e Pastor Maldonado, quatro.  Destas sete, apenas em duas oportunidades os pilotos não viram a bandeirada por problemas técnicos.

Perguntado pelo TotalRace se havia cobrança dentro da equipe para que, tanto ele, quanto seu companheiro deixassem de desperdiçar pontos, Bruno Senna lembrou que apenas um piloto pode dizer que chegou perto da perfeição até aqui no campeonato.

“É claro que, se você colocasse dois pilotos perfeitos no carro, com certeza a equipe estaria mais à frente no campeonato, mas isso não existe. Acho que o mais próximo do piloto ideal é o Alonso, que está tirando o máximo daquele carro sempre, mas não tem 22 Alonsos no campeonato.”

Senna afirmou que há cobrança interna, mas não apenas na Williams. “Sempre existe crítica, todo mundo está fazendo o máximo que pode, tanto do lado da engenharia, quanto do nosso lado dos pilotos, mecânicos, etc. Mas a verdade é que há outras equipes que vêm cometendo vários erros. Não tem ninguém perfeito no campeonato, os pilotos erram.”

O brasileiro destacou sua evolução nas últimas corridas – nas quatro etapas mais recentes, pontuou em três. “Temos de aprender e estou ficando mais consistente, venho marcando pontos nas últimas corridas e aumentando minha confiança para as próximas provas.”

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Bruno Senna
Tipo de artigo Últimas notícias