Silverstone diz que decisão sobre GP de F1 só sai em julho

Proprietários do circuito divulgam comunicado dizendo que decisão sobre ativação de cláusula que daria fim ao GP no local só será tomada no verão europeu

Nos últimos dias, rumores dão conta de que os proprietários de Silverstone, a British Racing Drivers Club (BRDC), já haviam feito um apelo para não continuar recebendo o GP da Grã-Bretanha de Fórmula 1 depois de 2019.

Uma cláusula de ruptura existente no contrato permite encerrar o negócio antes da prova de 2020, na esperança de renegociar os termos de seu acordo.

No entanto, em comunicado divulgado na noite desta sexta-feira (20), o BRDC deixou claro que ainda está avaliando a melhor decisão a ser tomada. Silverstone teria que notificar Bernie Ecclestone antes do evento deste ano se quiser cancelar seu contrato.

John Grant, presidente do BRDC, disse: "nosso objetivo é preservar o GP da Grã-Bretanha em Silverstone por muitos anos, mas é claro, só podemos fazer isso se fizer sentido econômico."

"Como disse antes, vamos avaliar nos próximos seis meses se vamos ativar a cláusula de interrupção no nosso contrato no final de 2019. Nenhuma decisão foi tomada ou será tomada até meados de julho."

"Enquanto isso, vamos usar esse período para consultar todas as partes interessadas, espero poder elaborar uma proposta mais sustentável."

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias
Tags brdc