Simulações apontam que carros da F-1 ultrapassarão 350 km/h em Monza

Nova geração da categoria já superou melhor marca do ano passado em quatro ocasiões

Motores turbo e menor arrasto aerodinâmico tornam carros atuais mais velozes que os de 2013


Tradicionalmente, as maiores velocidades registradas numa temporada de Fórmula 1 acontecem em Monza, durante o GP da Itália. Foi assim no ano passado, quando o mexicano Esteban Gutierrez registrou 341,1 km/h com sua Sauber durante a corrida. Mas as simulações das equipes apontam que a nova geração de carros da Fórmula 1 vai ultrapassar os 350 km/h na prova deste domingo.

Com motores turbo, melhor tração e menor arrasto aerodinâmico, os modelos de 2014 já superaram a marca de Esteban Gutierrez em diversas ocasiões. No Canadá, Felipe Massa registrou 347,1 km/h, a marca mais veloz do ano até aqui.

A velocidade máxima do ano passado de Gutierrez também foi superada em outras três provas. Lewis Hamilton marcou 345,2 km/h no GP da Alemanha em Hockenheim; Nico Hulkenberg atingiu 344,5 km/h no GP da Bélgica em Spa-Francorchamps; e Massa obteve 342,3 km/h no GP da Espanha em Barcelona.

De acordo com informações da revista alemã “Auto Motor und Sport”, as simulações das equipes apontam que os carros da F-1 devem atingir na reta principal de Monza uma velocidade entre 350 e 355 km/h. Se um piloto pegar vácuo, pode até chegar na casa de 360 km/h. O recorde absoluto de velocidade da categoria foi obtido em Monza em 2004, quando o colombiano Juan Pablo Montoya atingiu 372,6 km/h durante um teste.
Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Itália
Tipo de artigo Últimas notícias