Sirotkin "ainda não acredita" que está deixando F1

compartilhar
comentários
Sirotkin
Scott Mitchell
Por: Scott Mitchell
22 de nov de 2018 13:55

Russo diz que ainda não acredita que não será piloto da Fórmula 1 na próxima temporada, apesar de ter tido alguns dias para se preparar, após a decisão da Williams

Sergey Sirotkin fez sua estreia na F1 com a Williams neste ano, mas não vai continuar com a equipe britânica, que assinou com Robert Kubica para ser o parceiro de George Russell em 2019.

Sua apoiadora, a SMP Racing diz que decidiu se separar da Williams por causa do baixo desempenho e taxa de desenvolvimento.

Sirotkin disse que soube da possibilidade na semana passada, mas esperava que algo mudasse, até que a Williams o informou na noite de quarta-feira que anunciaria Kubica no dia seguinte.

"Fui informado pela equipe ontem à noite sobre o que estava acontecendo, mas já na semana passada eu tive algumas conversas, algumas reuniões com a SMP Racing", disse Sirotkin.

"Analisamos como as coisas estavam se movendo, e acho que ficou óbvio depois dessas reuniões que não queríamos mais participar disso.”

“Então, desde a semana passada, eu sabia que ia acontecer, eu tinha a semana para me preparar.”

“Eu não consegui me preparar. Eu ainda não consigo acreditar que isso está acontecendo. É um momento difícil para mim.”

Sirotkin marcou um ponto solitário em sua temporada de estreia e a Williams deve terminar em último no campeonato de construtores.

O russo disse que "não valeu a pena" continuar as discussões, mas disse que isso não foi especificamente por causa da falta de confiança na competitividade da equipe na próxima temporada.

"Nunca é uma coisa", disse ele. “É sempre muitas, muitas coisas umas em cima das outras, o que nos fez pensar dessa maneira.”

“Como piloto, não me importei com isso tudo. Tudo o que eu me importo é estar no grid e, qualquer que seja o carro, apenas fazer o melhor trabalho que puder.”

“Eu ainda tinha uma forte confiança de que provavelmente as coisas iriam mudar, provavelmente algo iria mudar, e isso [perder a vaga] não ia acontecer.”

"Mas nada mudou e aconteceu."

Sirotkin era a imagem da decepção no paddock nesta quinta-feira e admitiu que se sentiu "muito, muito triste" por sair da Fórmula 1 após um ano com um carro ruim.

"Eu sinceramente acho que fizemos um bom trabalho", disse ele.

“A maneira como começamos, como reagimos a isso e como fomos uma equipe unida, estou feliz.”

"Eu também estou feliz como estou me apresentando nessas condições."

Sergey Sirotkin, Williams Racing, on the grid

Sergey Sirotkin, Williams Racing, on the grid

Photo by: Glenn Dunbar / LAT Images

Next article
Verstappen não se arrepende de briga “normal” com Ocon

Previous article

Verstappen não se arrepende de briga “normal” com Ocon

Next article

Alonso elege Schumacher como melhor rival na F1 e se diz orgulhoso por carreira

Alonso elege Schumacher como melhor rival na F1 e se diz orgulhoso por carreira
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Pilotos Sergey Sirotkin
Equipes Williams
Autor Scott Mitchell