Sirotkin lamenta corrida no Bahrein: “Parecemos idiotas”

Piloto russo e Paddy Lowe, diretor técnico da Williams, não entendem por que carro não rende como deveria neste começo de 2018

Estreante na F1, Sergey Sirotkin afirmou que ele e sua equipe “pareceram idiotas” depois de um desempenho ruim no GP do Bahrein.

Sirotkin e seu companheiro de equipe, Lance Stroll, largaram em 18º e 20º, respectivamente, e terminaram em ordem inversa, em 16º e 17º, apesar de terem posteriormente ganhado posições com as punições aplicadas a Sergio Pérez e Brendon Hartley.

Apesar da falta de ritmo do carro, que foi mais lento que o ano passado, Sirotkin tentou se manter otimista. 

“É um sentimento duro depois de um fim de semana duro”, disse o russo. “Sei que parecemos idiotas vistos de fora, isso é bem óbvio para mim.”

“E, provavelmente, o fato de eu tentar extrair algo positivo disso pode soar um pouco esquisito, mas eu vejo pontos positivos.”

“Parcialmente por mim, parcialmente pelo trabalho que fiz como piloto. Parcialmente com o aprendizado que tive como piloto, e o aprendizado que tivemos como equipe, eu vejo pontos positivos.”

“Sim, definitivamente ficamos com uma imagem ruim com o resultado na corrida, provavelmente ainda pior do que foi na classificação. É melhor nem pensar nisso.”

“Mas o bom é que, mesmo se tivesse sido pior do que foi, pelo menos pudemos ver mais, começar a entender as coisas mais. Mesmo se fosse pior, nós começamos a entender ‘por que isso’ ou ‘por que aquilo’.”

Sirotkin afirmou que a performance ruim foi uma surpresa.

“Se você olhar para o carro, todos concordaremos que parece um carro bem detalhado e bem desenhado. Nós obviamente sabemos, porque construímos o carro. Sabemos mais de dentro, então, para nós, é uma surpresa muito grande – por que não obtemos os números que queremos, por que eles não estão vindo.”

Diretor técnico da Williams, Paddy Lowe admitiu que está tendo dificuldades para entender o que está acontecendo de errado com o pacote.

“Há muita coisas para entender”, disse ao Motorsport.com. “Temos de trabalhar muito duro nisso. Pelo menos agora temos mais dados.”

“Algo está errado desde a Austrália, mesmo que não estivéssemos em ótima forma – mas não foi nada como hoje. Vamos ver o que podemos aprender nos próximos dias antes de chegarmos à China.”

“Não há nada óbvio – já fizemos todas as coisas óbvias. Se soubéssemos a resposta, não estaríamos nessa situação no momento. Apenas não parecemos rápidos.”

“É a hora da equipe se organizar, permanecer calma e fazer o trabalho certo, nas áreas certas, e ver o que podemos fazer na China.”

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP do Bahrein
Pista Bahrain International Circuit
Pilotos Sergey Sirotkin
Equipes Williams
Tipo de artigo Últimas notícias