Sirotkin resgata número da Andrea Moda para carreira na F1

Piloto russo contará com o #35, que não era usado de forma oficial desde Bertaggia e McCarthy com a fraca equipe italiana, em 1992

Novato para a temporada de 2018 da F1, Sergey Sirotkin escolheu o #35 para ser seu número oficial na categoria.

O russo, de 22 anos, fará sua primeira temporada completa na F1 com a Williams. Ele levou a melhor na disputa contra Robert Kubica e será companheiro de equipe de Lance Stroll.

Desde 2014, os pilotos precisam escolher os números definitivos para seus carros, sendo que apenas o campeão tem a opção de mudar – já que ele pode adotar o #1 no ano seguinte ao título se assim quiser.

O #35 não é usado em uma largada de F1 desde 1991, quando Eric van de Poele conseguiu se classificar para o GP de San Marino com a Lamborghini. Depois disso, em 92, o número foi utilizado por pilotos da fraquíssima Andrea Moda, Enrico Bertaggia e Perry McCarthy, que não fizeram o suficiente alinhar em um GP. Aquela foi a última vez que um carro elegível para competir usou o #35 na F1.

De lá para cá, o #35 só foi utilizado por pilotos reservas em atividades de GP, como aconteceu com Anthony Davidson (2004), Pedro de la Rosa (2005), Alexander Wurz (2005 e 2006), Sebastian Vettel (2007) e George Russell (2007).

Outro estreante na temporada de 2018, Charles Leclerc, da Sauber, alinhará no grid com o #16. 

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Sergey Sirotkin
Equipes Williams
Tipo de artigo Últimas notícias