Sirotkin se defende de acusações de ser "piloto pagante"

Sergey Sirotkin, que vai estrear na Fórmula 1 como piloto da Williams na temporada 2018, desafiou quem o acusa de ser piloto pagante a apresentar provas

Sergey Sirotkin, que era um piloto reserva da Renault no ano passado, conseguiu um lugar na Williams este ano depois de testar com a equipe do Grove nos testes pós-temporada em Abu Dhabi, onde desbancou Robert Kubica, até então o principal candidato para a vaga deixada por Felipe Massa.

No entanto, há aqueles que acreditam que os quase 17 milhões de euros que Sirotkin contribuirá através de patrocinadores influenciaram na decisão de Williams.

Mas o piloto de 22 anos diz que não dá atenção a essas palavras enquanto se prepara para o grande desafio de estrear na F1 e até lançou um desafio para aqueles que o qualificam como "piloto pagante".

"Não dou atenção às qualificações de “piloto pagante", disse Sirotkin no rádio russa Sport FM.

"As pessoas escrevem coisas, mas de onde eles recebem as informações?" Continuou, antes de fazer um desafio para aqueles que dizem que ele é um piloto pagante: "Se alguém sabe alguma coisa e pode confirmar com fatos, que faça, por favor".

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Sergey Sirotkin
Tipo de artigo Últimas notícias