Sirotkin se queixa de problema “doloroso” com banco do carro

compartilhar
comentários
Sirotkin se queixa de problema “doloroso” com banco do carro
Por: Stuart Codling
14 de mai de 2018 11:11

Sergey Sirotkin revelou que sentiu o banco de sua Williams com tanto desconforto que teve dificuldades para completar a prova no GP da Espanha.

Sergey Sirotkin, Williams FW41
Sergey Sirotkin, Williams FW41 pit stop
Sergey Sirotkin, Williams FW41, battles with Brendon Hartley, Toro Rosso STR13
Sergey Sirotkin, Williams FW41, Brendon Hartley, Toro Rosso STR13
Marcus Ericsson, Sauber C37, Brendon Hartley, Toro Rosso STR13 and Sergey Sirotkin, Williams FW41
Marcus Ericsson, Sauber C37, Sergey Sirotkin, Williams FW41 and Brendon Hartley, Toro Rosso STR13
Sergey Sirotkin, Williams Racing
Sergey Sirotkin, Williams FW41 and Romain Grosjean, Haas F1 Team VF-18
Sergey Sirotkin, Williams FW41
Sergey Sirotkin, Williams

O russo iniciou a prova na 19ª posição no grid ao receber uma punição de três posições por um incidente ocorrido no Azerbaijão. Ele ocupou o último lugar após passar por sobre os detritos do acidente protagonizado por Romain Grosjean na volta de abertura, e foi ali que o desconforto começou.

“Foi a corrida mais dura que já fiz até agora. Eu nem chamaria aquilo de corrida, na verdade”, disse.

“Tive uma boa largada, uma boa partida, e depois, obviamente, fui pego na curva 3 com aquelas rodadas e o acidente a frente, e fiquei em posição em que não consegui ver aonde eu estava indo.”

“Então, comecei a ter dificuldades com... Vamos dizer assim para não chatear ninguém: tive um problema com o conforto do meu banco.”

“O tínhamos desde o começo do ano e nunca tivemos a oportunidade de realmente olhar aquilo e melhorar, mas foi.. Fiz algumas mudanças e não sei se elas foram na direção correta.”

“Então, foi algo muito grande. Eu estava com dificuldades apenas para permanecer no carro.”

“Obviamente, nesta pista, não dá para ultrapassar. Não estávamos tendo a melhor corrida, mas estávamos lá. Então, estive com todo esse desconforto, que eu chamaria de algo além, mais doloroso.”

“Aquilo não estava ajudando na corrida e no foco, e, obviamente, cometi um erro na relargada depois do safety car virtual e eu rodei. Então, foi questão de sobreviver até o fim.”

A rodada, seguida de um pitstop de precaução para novos pneus, colocou Sirotkin no fundo do pelotão mais uma vez, além de ter perdido ainda mais tempo observando as bandeiras azuis.

Isso o deixou em 14º e último, três voltas atrás dos líderes e uma volta atrás do 13º colocado, Marcus Ericsson.

Sirotkin explicou que uma melhoria na ergonomia de seu carro está em andamento.

“Passamos talvez 40 minutos na garagem e já encontramos algumas partes interessantes para melhorar. Então, acho que Mônaco será muito mais fácil com os problemas que tive hoje.”

Reportagem adicional de Filip Cleeren

Próxima Fórmula 1 matéria
Wolff diz “entender totalmente” tática da Ferrari na Espanha

Previous article

Wolff diz “entender totalmente” tática da Ferrari na Espanha

Next article

Hamilton diz que usou vitória tranquila como sessão de teste

Hamilton diz que usou vitória tranquila como sessão de teste
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Evento GP da Espanha
Localização Circuit de Barcelona-Catalunya
Pilotos Sergey Sirotkin
Equipes Williams
Autor Stuart Codling
Tipo de matéria Últimas notícias