Sistema de dutos da Mercedes é barato, porém muito complicado

Chefão da equipe revela que, com pouco dinheiro, consegue-se fazer um parecido, mas sua implantação é que é complicada

Schumacher com a asa aberta na Malásia

Ross Brawn diz que o "Super DRS" da Mercedes não é caro, mas insiste em dizer que copiá-lo não será nada fácil.

Aprovado pela FIA, o sistema faz com que a asa dianteira fique "estolada" quando o piloto utiliza o DRS (asa móvel). O sistema de dutos é que é bem complexo no carro da Mercedes.

"As outras equipes estão loucas para utilizá-lo, mas reconhecem que é muito difícil de copiar", disse Ross Brawn, chefe da Mercedes AMG, à BBC Sport. "É um sistema muito simples, barato, mas não tão fácil de implementar em um carro. Este é o centro da frustração de alguns dos nossos adversários", explicou Brawn.

"As pessoas estão falando que o custo é muito alto, mas não é isso. São somente algumas peças de fibra de carbono debaixo do carro. Uma pessoa qualquer diria que gastamos cerca de alguns 'Pounds', não milhões, como estão dizendo."

Apesar do bom resultado do DRS, principalmente em treinos, quando seu potencial é exposto ao máximo, a Mercedes ainda pena na temporada, somando somente um ponto após duas etapas.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias