Mais jovem na 1ª fila na F1, Stroll comemora 2º na Itália

Canadense coloca Williams na primeira fila após punições aos carros da Red Bull e celebra volta por cima

Ao lado da grande pole de Lewis Hamilton, a outra grande atuação da sessão de classificação do GP da Itália foi do canadense Lance Stroll. Depois de conquistar um pódio inesperado em Baku, o piloto irá largar de segundo no GP da Itália deste domingo (3).

Ele se tornou o primeiro canadense a largar na primeira fila desde Jacques Villeneuve em Monza em 1997 após colocar sua Williams em quarto e ver os dois carros da Red Bull, em segundo e terceiro, serem punidos por trocas nas unidades de potência.

"Eu apenas consegui juntar uma boa volta no final”, definiu Stroll após o treino.

“Ao longo de toda a sessão, eu sabia que éramos competitivos, tive uma ideia de onde estava a melhor aderência nas frenagens e nas curvas de alta velocidade, nas Lesmos 1 e 2. Fiz isso durante as sessões, e no Q3 eu uni tudo junto e funcionou."

"Sabemos que tem sido muito difícil nas últimas corridas, e é fácil cometer erros porque estamos andando quase mais que o carro pode. Sabíamos que estávamos saindo no Q1 às vezes. Mas hoje tudo estava sob controle e fomos capazes de passar do fim do grid para a parte da frente."

Aos 18 anos, Stroll também falou sobre ser o piloto mais jovem da história a largar na primeira fila na história da F1. Ele superou o antigo recorde de Max Verstappen por 23 dias.

"Já tem alguns títulos de 'mais novo' nesta temporada agora, o que é bom. O pódio em Baku foi ótimo, e agora estamos largando da primeira fila aqui em Monza é ótimo. Que apenas continuemos assim."

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Itália
Pista Monza
Pilotos Lance Stroll
Tipo de artigo Últimas notícias