Stroll: eu teria vencido em Baku com defesa mais agressiva

compartilhar
comentários
Stroll: eu teria vencido em Baku com defesa mais agressiva
Jonathan Noble
Por: Jonathan Noble
Co-autor: Oleg Karpov
26 de abr de 2018 13:07

Lance Stroll acredita que poderia ter vencido o GP do Azerbaijão do ano passado se tivesse sido mais agressivo contra Daniel Ricciardo na relargada após a bandeira vermelha.

Lance Stroll, Williams FW40
Lance Stroll, Williams FW40
Lance Stroll, Williams FW40
Lance Stroll, Williams FW40
Lance Stroll, Williams
Lance Stroll, Williams FW40

Stroll ocupava a terceira posição no momento, atrás de Lewis Hamilton e Sebastian Vettel, quando Ricciardo mergulhou por dentro, na curva 1, também ultrapassando Nico Hulkenberg e Felipe Massa, que tinha problemas. 

Ao refletir sobre aquele momento, Stroll acredita que, se estivesse mais confiante e fechasse a porta contra seu rival na Red Bull, a performance de seu carro teria sido suficiente para lhe dar uma vitória surpreendente.

“Se eu olhasse isso hoje, eu provavelmente poderia ter vencido a corrida”, disse Stroll, em entrevista exclusiva ao Motorsport.com.

“Eu teria me defendido mais de Ricciardo na curva 1 se eu pensasse que ele mergulharia por dentro vindo de tão longe. Mas ele fez isso funcionar.”

“Eu freei cedo, porque havia muita coisa acontecendo nas relargadas e os pneus – todos estavam sofrendo com pneus frios nas relargadas. Então, freei cedo, sem saber realmente que ele estava lá.”

“Mas, quando eu vi alguém se aproximando no retrovisor, vi que ele estava comprometido e que eu não poderia fechar, caso contrário nós bateríamos. Então, aquilo foi um pouco tarde.”

“É sempre fácil dizer, claro, assim como todos podem fazer algo melhor se olhar de novo para uma corrida. ‘Oh, isso ou aquilo’ ou seja lá o que for, mas foi isso que vi depois. E o resto, acho que foi bem bom.”

Problemas de resfriamento

Apesar de Stroll não ter conseguido responder à aproximação da Red Bull – e inclusive também foi superado por Valtteri Bottas na reta final –, ele acredita que as coisas teriam sido diferentes se Ricciardo tivesse preso atrás dele. 

“Eu realmente sabia que nós podíamos ter segurado, porque eles [Red Bull] tinham problemas. Lembro que meu engenheiro me disse que eles tinham problemas de resfriamento ou algo do tipo, e eles teriam de nos superar.”

“Eu também sabia que nós tínhamos uma boa velocidade de reta, então acreditei que poderíamos ter segurado. Mas ele fez uma grande manobra em mim, e acho que, olhando agora, eu provavelmente teria fechado a porta um pouco mais, com certeza.”

Características

Depois de um começo difícil na última temporada, a performance de Stroll em Baku ajudou a calar seus críticos e rendeu o melhor resultado da Williams no ano. 

Analisando as forças da equipe naquele fim de semana, o canadense disse que a equipe pode nunca saber por que as coisas deram tão certo naquela ocasião.

“Tínhamos poucas limitações. O carro parecia muito fácil de guiar, e tudo se encaixou. Quero dizer, talvez seja da natureza de nosso carro combinar com aquela pista.”

“Não acho que já sabemos de todas as respostas, todas as razões, mas o tipo de curva, as longas retas... O carro parecia realmente bom nas curvas.”

“E, obviamente, tínhamos um carro muito competitivo nas retas, então isso provavelmente casou muito bem com nosso conjunto.”

GP do Azerbaijão: guia do circuito de Baku

Próxima Fórmula 1 matéria
Sainz: Confiança na entrada das curvas é o problema em 2018

Previous article

Sainz: Confiança na entrada das curvas é o problema em 2018

Next article

Ricciardo desmente rumores de pré-contrato com a Ferrari

Ricciardo desmente rumores de pré-contrato com a Ferrari
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Pilotos Lance Stroll Shop Now
Equipes Williams
Autor Jonathan Noble
Tipo de matéria Últimas notícias