Stroll: Williams “tem que se preocupar” com forma dos rivais

Time britânico se diz atrás no desenvolvimento, e crê que irá sacrificar as primeiras corridas da temporada

De acordo com o canadense Lance Stroll, a Williams precisa estar preocupada com seu desempenho para esta temporada. Vinda de testes pouco satisfatórios, e com Renault, Haas e McLaren crescendo, o time pode vir a ter dificuldades nestas primeiras provas.

"Definitivamente precisamos nos preocupar, porque não é um segredo que todos estão muito bem este ano, então será competitivo", disse ele.

"Mas, ao mesmo tempo, temos apenas que permanecer calmos e esperar para ver o que acontece neste fim de semana em que estamos."

Claire Williams, chefe da equipe, acrescentou que, embora os testes não tivessem ido de acordo com o plano, era o momento certo para descobrir as fraquezas do carro, deixando margem para fazer grandes ganhos quando as principais atualizações chegarem, no GP da Espanha.

"Suponho que a avaliação honesta é que esperávamos um pouco mais nos testes", disse ela.

"Mas são testes. É para isso que estamos ali, para avaliar a maneira que o carro está e, principalmente, entender onde estão as fraquezas para trabalharmos rapidamente para a Austrália para tentar corrigir”

"Qualquer ambição que possamos ter tido - não estou dizendo que tivemos - de estar lutando entre os três primeiros está provavelmente um pouco longe de nós, mas essa é nossa responsabilidade e precisamos ter certeza de que rapidamente solucionaremos as fraquezas do carro que temos nas próximas corridas.”

"Temos um enorme pacote de desenvolvimento para o Barcelona - teremos que esperar e ver onde isso nos coloca."

No entanto, Claire Williams também admitiu que perder pontos nas primeiras corridas provavelmente custará caro na batalha do meio do grid.

"Eu acho que é isso que todos nós vemos. Você sente falta desses pontos no início da temporada e realmente se arrepende depois.”

"Você meio que pensa 'bem, é um longo ano, então, se não formos muito bem nas primeiras corridas, isso não importa'. Na verdade, é crucial ir bem desde o início".

De acordo com o novo piloto da equipe, Sergey Sirotkin, uma esperança para o time é que os problemas na entrada das curvas possam ter sido exagerados pelas condições frias em Barcelona.

"Para ser honesto, entrar nas curvas é a parte mais importante de qualquer carro de corrida", disse ele.

"Em certas condições, foi mais difícil para nós, sim, e é claro que tenho certeza de que você não espera que eu diga o que precisamos resolver, mas estamos trabalhando nisso.”

"É uma pista muito diferente aqui, o pneu atua de maneira diferente.”

"Tudo depende das condições, não apenas do que o carro está fazendo. Aqui vamos estar em um asfalto e um layout diferente. Tudo vai afetar bastante o equilíbrio do carro. Conhecemos áreas que precisamos melhorar, mas também precisamos estar atentos às pistas."

Stroll ecoou os sentimentos de seu companheiro de equipe sobre as entradas nas curvas.

"Com certeza tem sido algo que temos dificuldade há algum tempo", disse ele. "No ano passado tivemos o mesmo tipo de problema em algumas pistas. Algumas pistas menos que outras, mas é definitivamente um ponto para se concentrar em melhorar."

Reportagem adicional por Edd Straw e Scott Mitchell

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Lance Stroll
Equipes Williams
Tipo de artigo Últimas notícias