Sutil: "Fiz tudo o que podia para acabar com essa briga"

No primeiro dia de julgamento por lesão corporal contra diretor da Lotus, piloto alemão pede desculpas

Sutil foi preterido pela Force India e não tem vaga para 2012

 

No primeiro dia de julgamento por lesão corporal grave contra o diretor da Lotus Eric Lux, o alemão Adrian Sutil declarou que se desculpou repetidamente ao francês, inclusive se oferecendo para ajudá-lo em um projeto social na África.

“Fiz tudo o que podia para acabar com essa briga. Realmente sinto muito. Não queria que isso acontecesse”, afirmou Sutil à corte alemã, que julga o caso que pode lhe render, na pior das hipóteses, um ano de prisão.

A briga aconteceu em um clube noturno após o GP da China do ano passado. Sutil teria acertado Lux com um copo de champanhe e causado um corte profundo na garganta do francês.

Lux, no entanto, afirmou ao juiz que gostaria que o alemão tivesse ido a sua terra natal, Luxemburgo, se desculpar. “Uma ligação não é bom o bastante.”

O resultado do julgamento pode ser anunciado amanhã. Sutil, por enquanto, não tem vaga garantida no grid nesta temporada, após ser substituído pelo também alemão Nico Hulkenberg na Force India, equipe que defendeu por cinco anos.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Adrian Sutil
Tipo de artigo Últimas notícias