TAG permanece com Red Bull mesmo perdendo nome de motor

compartilhar
comentários
TAG permanece com Red Bull mesmo perdendo nome de motor
Adam Cooper
Por: Adam Cooper
4 de dez de 2018 17:14

Marca de relógios continuará com equipe, mesmo com chegada da Honda e perda de naming rights de unidade de potência

Questões políticas com a Renault fizeram com que a Red Bull não usasse o nome da fabricante francesa desde 2016, o que fez a equipe vender os direitos do nome para a TAG Heuer.

Mesmo a marca de relógios suíça não podendo mais ter seu nome ligado ao motor da equipe, por causa da chegada da Honda, o acordo foi renovado com a Red Bull, como relógio e o conômetro oficial do time até 2021.

De acordo com a equipe, “o relacionamento envolverá os próximos anos” e como primeiro passo, uma edição especial de Max Verstappen será lançada em 2019.

“Nos últimos três anos o nome da TAG Heuer foi muito ligado ao time“, disse Christian Horner, chefe da Red Bull. “Com o nome em nossas unidades de potência, isso deu uma excepcional visibilidade global.”

O chefe da companhia, Stephane Bianchi acrescentou: “Era evidente para mim que esta ligação entre TAG Heuer e F1 tinha que continuar com esta parceria.”

A TAG Heuer é uma das patrocinadoras mais longevas da F1, sendo parceira da Ferrari nos anos 1970 e nos anos seguintes na McLaren.

Ela também está envolvida com a Fórmula E, WTCC e com as 500 Milhas de Indianápolis.

 

 

Next article
Montezemolo: “Com Hamilton, Ferrari teria sido campeã em 2018”

Previous article

Montezemolo: “Com Hamilton, Ferrari teria sido campeã em 2018”

Next article

Sainz revela que instabilidade de carro da Renault o “confundia”

Sainz revela que instabilidade de carro da Renault o “confundia”
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Equipes Red Bull Racing Shop Now
Autor Adam Cooper