Temendo pelo pior, Lotus se surpreende com ritmo em Monza

Equipe teve problemas por todo o final de semana, mas saiu com um oitavo lugar com Grosjean; Raikkonen foi 11º

O GP da Itália não foi tão negativo como o esperado pela Lotus. A equipe não tinha grandes expectativas, depois de sofrer por todo o final de semana com a adaptação ruim do carro à pista de Monza, mas saiu da 12ª etapa do campeonato com quatro pontos do oitavo lugar de Romain Grosjean.

Kimi Raikkonen terminou em 11º, mas ainda assim ficou satisfeito com sua prova. “Perdi a asa dianteira e tive que fazer uma parada a mais, então tivemos que superar o pelotão. Fizemos um trabalho muito bom e o carro pareceu surpreendentemente bom, levando em conta onde estávamos no sábado.”

O resultado de Grosjean mostrou o que poderia ter sido para Raikkonen: fazendo uma parada, o francês foi de 13º no grid para oitavo.

“Não é fácil seguir outro carro com as configurações aerodinâmicas que tínhamos para a corrida, mas conseguimos o melhor resultado que podíamos. Infelizmente, o pit stop foi ruim porque tivemos um problema eletrônico. Sem isso, seria mais fácil ter um resultado melhor.”

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Itália
Pilotos Kimi Raikkonen , Romain Grosjean
Tipo de artigo Últimas notícias