Testes em Mugello geram divergências entre os pilotos

A maioria gostou do traçado, mas para alguns não foi um testes muito válido, e para outros, era bastante perigoso

Vergne foi um dos que aprovaram o circuito

Com o fim dos testes em Mugello, algumas declarações dos pilotos mostraram que há uma mescla de sentimentos para com pista italiana. Alguns a amaram, outros disseram que as características peculiares da pista não ajudam muito em outras corridas, e houve ainda quem reclamasse da segurança do autódromo.

Com um coro mais encorpado, pilotos como Massa, Ricciardo, Alonso, dentre outros, adoraram pilotar na pista toscana.

"Amo pilotar por aqui", dizia Ricciardo. "Essa é uma das pistas que mais gosto de guiar, é sensacional. É muito legal estar aqui andando, estava até sentindo falta depois de tanto tempo", complementou Massa.

Mas a peculiaridade da pista faz com que os testes não sejam completamente válidos, é o que indicou Bruno Senna:

“Essa pista não representa muito como em outras pistas do calendário, mas aprendemos algumas boas lições aqui."

Já o russo Vitaly Petrov não aprovou os testes. Para o piloto da Caterham, a área de escape curta faz com que as barreiras de pneus fiquem muito próximas.

"Eu não acho que nós deveríamos vir para cá. Não é seguro e amplo o suficiente", comentou.

É difícil agradar a todos.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Felipe Massa , Bruno Senna , Vitaly Petrov , Daniel Ricciardo
Tipo de artigo Últimas notícias