Times médios não podem abandonar projeto de 2013, diz Monisha

Chefe da Sauber lembra que orçamento destas equipes dependem diretamente do resultado obtido no ano anterior

A chefe da Sauber, Monisha Kalterborn, descarta abandonar cedo o projeto desta temporada para focar exclusivamente no carro de 2014. Espera-se que algumas equipes façam isso para aproveitar-se ao máximo das mudanças que ocorrerão no regulamento da Fórmula 1 ano que vem.

A dirigente, no entanto, lembrou da importância que o resultado de uma temporada tem para o ano seguinte no caso de times menores. Afinal, grande parte do orçamento vem do dinheiro distribuído com base na colocação no Mundial de Construtores. Por isso, a Sauber precisa colocar-se bem na tabela antes de focar no próximo carro.

“Uma equipe privada não pode se dar a esse luxo. As consequências do nosso futuro dependem do resultado deste ano. Não há motivo para acreditar que não devemos ser competitivos. Acredito que os carros estarão próximos novamente devido à relativa estabilidade nas regras e é nesse momento que você precisa superar os demais”, afirmou ao site oficial da F-1.

Monisha admitiu que a Sauber começou o desenvolvimento do carro do próximo ano, a exemplo dos rivais. “Mas, devido a nossas limitações, encaramos um desafio maior para encontrar o equilíbrio entre os recursos colocados no carro atual e trabalhar no novo. Espero que este malabarismo não nos cause nenhuma desvantagem.”

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias