Times podem abandonar ideia de mudanças no downforce em 2017

Pressão da Mercedes e estudos da Pirelli podem fazer com que ganhos de cinco segundos do pacote original se reduzam a no máximo três

Embora as discussões sobre o pacote de regras da F1 para 2017 ainda estejam em curso e nada foi formalmente confirmado, fontes afirmam que a escala da reformulações prevista para o próximo ano esteja para ser diluído com o abandono de conceitos de aerodinâmica que já haviam sido acordados.

Isso significará que a ideia original de um ganho de velocidade de cinco segundos por volta está previsto para ser reduzida para cerca de três segundos.

A decisão de cortar o impulso para níveis mais elevados de downforce efetivamente representa uma vitória da Mercedes - e uma derrota para a Red Bull - embora não haja consenso sobre o que vai acontecer.

Revisão do downforce

As equipes tinham concordado com um pacote de mudanças com base nas ideias propostas pela Red Bull - que incluía aumento substancial no downforce, graças a asas e difusores maiores.

No entanto, em uma reunião de diretores técnicos em novembro, a Mercedes expressou sua preocupação sobre a carga extra que o alto downforce colocaria sobre os pneus.

Os rivais sugeriram que a alegação da equipe campeã mundial foi para se proteger da vantagem competitiva, mas mesmo assim, uma investigação mais aprofundada foi lançada.

Ao mesmo tempo, a Pirelli tinha suas próprias preocupações sobre as potenciais cargas extras e posteriormente fez uma apresentação para as equipes na mais recente reunião entre chefes técnicos, que aconteceu no aeroporto de Heathrow, dia 17 de dezembro do ano passado.

A principal preocupação da empresa italiana foi de que ela teria que aumentar significativamente as pressões mínimas para lidar com o aumento do downforce, e esses níveis de extrema pressão, por sua vez, teria impacto nas curvas de desempenho, anulando o efeito pretendido.

Com isso em mãos, a FIA pediu às equipes para votarem em um pacote revisado para 2017, com um aumento de downforce muito menor.

O placar foi de 8 a 3 em favor da nova mudança, com apenas duas outras equipes se unindo à Red Bull em apoiar os planos originais.

E agora?

A intenção agora é ficar com as dimensões do difusor de 2016, enquanto o aumento previsto na largura da carenagem de 1400 milímetros para 1800m também seja cancelada.

Uma fonte disse à equipe do Motorsport.com: "após a última reunião técnica, na qual a Pirelli apresentou as suas conclusões, foi decidido por maioria de reverter em 2017 as dimensões de carenagem e difusores de 2016."

Embora a decisão de abandonar algumas das principais ideias para 2017 seja decepcionante para aqueles que esperam por uma grande mudança, algumas alterações permanecerão.

Preocupações com ultrapassagens

Embora as preocupações de segurança sejam o principal motivo por trás da mudança no downforce, outra preocupação era de que as ultrapassagens se tornassem ainda mais difíceis.

No ano passado, Pat Symonds, da Williams, deixou claro que o pacote original não deixariam as ultrapassagens mais fáceis de acontecerem.

"Minha crença é que quanto mais downforce você tem em um carro, mais difícil fica seguir o da frente", disse ele. "E este carro tem mais downforce."

"Pode ser uma visão simplista, mas é verdadeira. O fato é que se você tem mais downforce, fica mais difícil de seguir."

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Equipes Red Bull Racing , Mercedes
Tipo de artigo Análise
Tags downforce, pirelli, rule changes