Todt rebate críticas sobre postura da FIA no acidente de Bianchi

Presidente da federação internacional quer esperar o resultado das investigações antes de apontar culpados

O presidente da Federação Internacional de Automobilismo, Jean Todt, rebateu as críticas de que ‘limpou as mãos’ na apuração das responsabilidades pelo acidente de Jules Bianchi no GP do Japão. Após colidir com um trator que fazia a remoção de outro carro, o francês está internado em estado crítico há duas semanas.

[publicidade] Depois de convocar a imprensa para explicar a posição da FIA a respeito do acidente, Todt recebeu críticas especialmente na Itália. “O mundo tem 200 países. Cada um tem suas ideias. A reação da mídia italiana foi contra, mas na Alemanha é diferente, no Reino Unido também. Mas vamos esperar pela comissão”, afirmou à Gazetta dello Sport.

Todt refere-se ao grupo designado por ele para avaliar as responsabilidades do acidente. “Foi uma sequência de fatores. Vendo depois tudo parece ser simples. Mas o destino pode ter consequências dramáticas. Eu montei uma comissão para investigar melhor o acidente, sob comando de Peter Wright. Vamos esperar pelas conclusões antes de julgar.”
Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias