Todt se diz perplexo com críticas de pilotos ao halo

compartilhar
comentários
Todt se diz perplexo com críticas de pilotos ao halo
Jonathan Noble
Por: Jonathan Noble , Formula 1 Editor
14 de mar de 2018 09:45

Presidente da FIA diz que não entende as críticas dos pilotos ao halo, dizendo que o esforço para tê-lo na F1 foi pensando neles

McLaren MCL32 Halo cockpit
Valtteri Bottas, Mercedes-AMG F1 W09
Kimi Raikkonen, Ferrari SF71H
Kimi Raikkonen, Ferrari SF71H

Alguns dos principais pilotos da F1 criticaram continuamente a aparência da halo, que se tornou obrigatório para este ano. Kevin Magnussen sugeriu recentemente que o design "feio" poderia causar problemas em pistas com mudanças de elevação, como o Spa.

No entanto, o presidente da FIA, Jean Todt está impressionado com essas observações, e deixou claro que os pilotos não tinham o direito de falar algo contra o dispositivo porque a Grand Prix Drivers 'Association (GPDA) havia trabalhou muito para que o halo fosse introduzido.

"São lembranças curtas e foi um pedido dos pilotos", disse Todt, durante entrevista coletiva em Londres nesta terça-feira. "Em 16 de dezembro de 2015, recebi uma carta assinada por diretores da GPDA Jenson Button, Sebastian Vettel e Alex Wurz, nos pedindo que decidam por proteção de cabeça para os pilotos. E eu disse: "Nós estamos lá. Ouviremos.”

"Imediatamente pedimos às pessoas técnicas como uma prioridade para ver o que poderia sair. E, em 27 de julho de 2016, os pilotos sabiam que uma reunião aconteceria e eles disseram: "Não seja fraco. Por favor, respeite o que lhe pedimos sobre segurança ". Então nos comprometemos a levar isso em consideração."

Ele acrescentou: "Devo dizer que estou muitosurpreso, e você sabe que adoro a F1, mas odeio essa parte da F1. Você tem pessoas que não mantém sua palavra. Para mim, estamos falando sobre o maior trunfo da vida: é a lealdade e ter palavra e o respeito do que você tem feito.”

"Nós respeitamos isso e alguns esqueceram isso, mas é aí que estamos."

Crítica pública "não é boa para o esporte"

Quando perguntado sobre os comentários recentes do chefe da Mercedes, Toto Wolff, sugerindo que ele gostaria de cortar o halo com uma "motosserra", Todt disse: "Não reagirei ao que foi dito. É simplesmente um jogo infantil.”

"Para mim, a crítica construtiva é sempre boa porque isso faz você avançar. Mas a crítica pública que não é boa para o esporte, eu não vejo valor."

Todt acrescentou que a FIA seria negligente em seus deveres se não apresentasse um dispositivo de segurança como o halo.

"Para mim, o halo não é problema", disse ele. "Estou impressionado ao ouvir que algumas pessoas dizem que as corridas a motor devem ser perigosas e se um acidente fatal acontecer, acontece. Mas se podemos evitar isso, por que não devemos proteger a vida de quem quer que seja?

"O halo é um dispositivo de segurança. É a atitude humana ser relutante em mudar, mas uma vez que conhecemos a mudança, depois de muitas experiências e muitos testes, devemos implementá-lo.”

"Você pode imaginar como todos nós sentiremos se algo acontecesse e se nós tivéssemos o halo, isso não teria acontecido?"

Próxima Fórmula 1 matéria

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Autor Jonathan Noble
Tipo de matéria Últimas notícias