Tony Fernandes pede reformulação na F1 e rebate: 'Nunca recebi um centavo'

Antigo dono da Caterham voltou a atacar o grupo de investidores que desistiu de comprar a Caterham

Tony Fernandes voltou a atacar
Antigo dono da Caterham, Tony Fernandes recebeu ataques do grupo de investidores responsável pela contra da escuderia. Após a desistência do consórcio, o ex-chefão do time foi acusado de melar a negociação. Neste domingo, ele utilizou o Twitter para novamente se defender.
 
[publicidade] “A Engavest (grupo de investidores que desistiu da compra) fez uma avaliação completa da empresa e realizou uma oferta baseada nas finanças. Aceitamos a proposta, mas nunca recebemos um centavo da Engavest. Nós vimos nossos ativos serem tomados. Tive de parar”, reclamou.
 
Tony Fernandes justificou o afastamento dos negócios, que culminaram na venda. Segundo o antigo chefão da Caterham, o foco dos seus investimentos se direcionou para o Queens Park Rangers, clube inglês do qual também é dono.
 
A aventura na Fórmula 1, assim, chega ao fim de maneira conturbada. Fernandes aproveitou também para criticar a organização do maior evento automobilístico do planeta, pedindo uma reformulação.
 
“Bernie Ecclestone faz um trabalho incrível, mas é preciso também reformular esse esporte, que é fantástico. Um bom líder sabe a hora de partir. E, por isso, preferi deixar a Caterham. Amo o QPR e a Air Asia (empresa de aviação da qual também é dono), mas o mesmo deve acontecer com o tempo”, disse.
 
O malaio se envolveu em discussões públicas com o grupo de investidores responsável por comprar a Caterham na última semana. O consórcio acusou Fernandes de não cumprir com o combinado e desistiu de assumir o controle do time, que vive grave crise financeira.
 
Durante esta última semana, o comando da então ‘órfã equipe’ passou para as mãos de Finbarr O’Connell, administrador da Caterham Sports. 
 
Por conta da crise financeira-administrativa, a Fórmula 1 cedeu uma licença para a escuderia se ausentar dos GPs de Austin e São Paulo, marcados para os dias 2 e 9 de novembro, respectivamente.
 
Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias