Toro Rosso e Red Bull estreitam laços para 2018

Equipe de Faenza sugere que vai usar mais recursos da Red Bull a partir de 2018, uma vez que as novas regras da Fórmula 1, que começam no próximo ano, estarão sacramentadas

A Toro Rosso voltará a ter equipamento da Renault no próximo ano, o que implica que terá os mesmos propulsores da Red Bull. Isto, teoricamente, fará com que os dois times partilhem uma grande quantidade de informações sobre o novo carro.

O diretor técnico da Toro Rosso, James Key, disse nesta sexta-feira que muitas das indefinições das regras do próximo ano farão com que a as duas equipes tenham uma relação semelhante à que a Haas tem com a Ferrari.

"Tudo isto é positivo. Poderemos estender nossos recursos um pouco mais e ter melhor sinergia em algumas áreas, ambas as equipes estão tentando ver que oportunidades teremos."

"No segundo ano destas regras, uma vez que você tem soluções que funcionam nesse novo conjunto, então opções ficariam em aberto. Assim, 2018 será uma oportunidade melhor."

Trabalho desde 2015

Key também revelou que o trabalho no carro de 2017 começou em setembro de 2015, mesmo sem a definção das regras naquele momento.

"Basicamente, tínhamos um esboço de regulamentos, que no final sofreu mudanças sutis, antes de ser finalizado", disse ele.

"Não foi uma mudança maciça, mas no final, o esporte trouxe um conjunto de regulamentos um pouco menos agressivos, que foram acordados em março-abril deste ano."

"Sabíamos que os pneus seriam mais largos e contaríamos com dimensões que teríamos que trabalhar. Começamos a trabalhar nisso em torno de setembro de 2015."

O primeiro chassis da Toro Rosso já está em produção, com o trabalho se concentrando em estruturas de impacto, antes dos testes de colisão.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Carlos Sainz Jr. , Daniil Kvyat
Equipes Toro Rosso
Tipo de artigo Últimas notícias