Toro Rosso elogia Honda: “Excelente para se trabalhar”

compartilhar
comentários
Toro Rosso elogia Honda: “Excelente para se trabalhar”
25 de jan de 2018 10:01

Diretor técnico da equipe italiana, James Key destaca “forte colaboração” entre as novas parceiras da F1 para a temporada de 2018

Pierre Gasly, Scuderia Toro Rosso STR12
Pierre Gasly, Scuderia Toro Rosso STR12
Pierre Gasly, Scuderia Toro Rosso STR12
Pierre Gasly, Scuderia Toro Rosso STR12
Pierre Gasly, Scuderia Toro Rosso STR12
Pierre Gasly, Scuderia Toro Rosso STR12
Pierre Gasly, Scuderia Toro Rosso STR12
Pierre Gasly, Scuderia Toro Rosso STR12

O diretor técnico da Toro Rosso, James Key, se mostrou contente com o desenvolvimento do trabalho da equipe com sua nova parceira técnica, a Toro Rosso, a quem classifica como “excelente para se trabalhar”.

Em 2018, a equipe italiana trocará os motores Renault pelos Honda, realizando movimento contrário ao da McLaren, que passará a usar os propulsores franceses.

Em 11 anos de história, a Toro Rosso nunca obteve a posição de ser a única cliente de uma montadora de destaque. Assim, Key se mostrou surpreso com o desenvolvimento do trabalho até agora.

“Tem sido um mundo totalmente diferente para nós, poder trabalhar com a Honda e ser uma equipe de fábrica. Ter uma colaboração forte assim com nosso fornecedor de motor é novidade para a Toro Rosso, mas é uma situação extremamente bem-vinda”, disse Key, em entrevista à revista americana Racer.

“A Honda é excelente para se trabalhar, devo dizer. Dividimos uma meta extremamente forte em comum, e tem sido uma relação de trabalho muito boa até agora. E não há motivos para que isso não continue desse jeito.”

Segundo Key, a postura da Honda, antes criticada pela McLaren, tem sido um dos pontos positivos no começo da nova parceria.

“Acho que o que é realmente bom é o jeito com que estamos trabalhando. Somos muito transparentes uns com os outros, então, se tivermos a preocupação sobre determinado problema, sempre destacamos isso”, acrescentou.

“A Honda tem sido muito honesta acerca de seus problemas no ano passado, por exemplo, e disseram como superaram isso. Fizemos o mesmo, então tem sido uma discussão realmente aberta sobre como podemos alcançar nossas metas, e também com todos os dados e recursos para nos apoiarem”, completou.

Próxima Fórmula 1 matéria
GALERIA: Os capacetes da F1 adaptados aos anos 1970

Previous article

GALERIA: Os capacetes da F1 adaptados aos anos 1970

Next article

Mercedes: regra de 3 motores ao ano não exige “nova ciência”

Mercedes: regra de 3 motores ao ano não exige “nova ciência”
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Equipes Toro Rosso Shop Now
Tipo de matéria Últimas notícias