Toro Rosso mira luta pelo quarto lugar na F1 em 2018

Franz Tost afirma que “tudo é possível” na luta imediatamente atrás de Ferrari, Mercedes e Red Bull

Prestes a iniciar seu primeiro ano de parceria com a Honda, a Toro Rosso tem uma meta ambiciosa para a temporada de 2018 da F1: para a equipe, a possibilidade de lutar pelo quarto lugar no Mundial de Construtores é real.

Em 12 temporadas disputadas na categoria, a equipe satélite da Red Bull nunca passou o sexto lugar entre os times. Para 2018, ela contará com um motor que foi amplamente criticado nos últimos três anos, além de ter uma dupla inexperiente na F1, com Pierre Gasly e Brendon Hartley.

Mesmo assim, o chefe da Toro Rosso, Franz Tost, espera que a equipe vá além do sétimo lugar obtido em todas as últimas quatro temporadas.

“Precisamos estar entre os cinco melhores. É a mesma história de 2017. Olha, as três primeiras posições estão definidas, esqueça. É uma outra categoria e outro mundo, porque eles [Mercedes, Ferrari e Red Bull] têm recursos financeiros muito maiores e equipes muito maiores”, disse Tost, em entrevista à revista americana Racer.

“Mas, do quarto lugar em diante, tudo é possível. A Force India tem um orçamento semelhante ao nosso, a Williams também.”

“Espero que a McLaren se torne mais competitiva e a Renault dará um passo à frente, mas isso faz com que, do quarto lugar para trás, tudo seja possível. Mais uma vez teremos de construir um bom carro, um carro competitivo, e temos todos os ingredientes para lutar por uma posição de sucesso”, completou.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Equipes Toro Rosso
Tipo de artigo Últimas notícias