Toro Rosso: novo motor Honda é “melhor e mais rápido”

compartilhar
comentários
Toro Rosso: novo motor Honda é “melhor e mais rápido”
Jonathan Noble
Por: Jonathan Noble
9 de jun de 2018 13:04

A dupla da Toro Rosso, Pierre Gasly e Brendon Hartley, não tem dúvidas de que o motor atualizado da Honda proporcionou um bom passo à frente no GP do Canadá.

Pierre Gasly, Toro Rosso STR13, leaves the garage
Pierre Gasly, Toro Rosso STR13
Pierre Gasly, Toro Rosso STR13
Pierre Gasly, Toro Rosso STR13
Pierre Gasly, Toro Rosso STR13
Pierre Gasly, Toro Rosso STR13
Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 W09, passes Pierre Gasly, Toro Rosso STR13
Brendon Hartley, Toro Rosso STR13
Brendon Hartley, Toro Rosso STR13
Pierre Gasly, Toro Rosso STR13

O progresso da fabricante japonesa é fundamental para que a Red Bull decida se irá trocar de fornecedora no ano que vem, e há um foco cada vez maior no trabalho feito pela Honda em sua especificação mais recente. 

Com base nas impressões iniciais dos treinos livres em Montreal, além das informações que recebeu dos engenheiros, Gasly e Hartley afirmaram que só houve notícias boas para a Honda, mesmo que a característica da pista torne difícil uma avaliação exata a partir do cockpit.

Gasly disse: “É difícil comparar realmente, porque viemos de Mônaco, com pressão aerodinâmica completa e retas curtas, ao Canadá, que tem pouca pressão aerodinâmica. Então não temos uma comparação clara com os dados.”

“Mas os engenheiros dizem que é melhor e mais rápido, então isso é o mais importante.”

Enquanto a Honda ainda precisa encontrar o ajuste fino – e Gasly foi atrapalhado por um problema no mapeamento do motor no primeiro treino livre – Hartley disse que o fato de a dirigibilidade ser boa já é um bom sinal.

“Daquilo que entendi, todos ficaram muito felizes com o primeiro dia do motor sem problema algum”, disse o neozelandês. “Sem problemas de confiabilidade hoje. A dirigibilidade estava ótima.”

“Ainda há um pouco de ajuste e ainda estamos tentando maximizar tudo, mas acho que foi muito positivo em todos os aspectos.”

“Todos estão felizes com o que aconteceu, mas eu estaria mentindo se dissesse que senti algo drasticamente diferente de dentro do carro, porque há muito mais coisa envolvida. Mas é um passo muito positivo.”

Com o Circuito Gilles Villeneuve sendo tão sensível à potência de motor, Hartley está ciente do quão significativo é o fato de a Honda ter ido tão bem.

“Essa é uma pista de grande potência, com longas retas, e trata-se do uso de energia também, então já vimos um bom passo.”

“Agora, temos de acertar tudo para tirar o máximo disso – não só do motor, mas do carro também, de todo o resto: pneus, aerodinâmica, mecânica. Então, todos estão trabalhando duro em suas pequenas áreas, mas acho que foi um dia bastante positivo, para ser honesto.”

Reportagem adicional de Oleg Karpov

Próxima Fórmula 1 matéria
Raikkonen: Em Montreal é sempre difícil conseguir ritmo

Previous article

Raikkonen: Em Montreal é sempre difícil conseguir ritmo

Next article

Grosjean admira que Alonso siga “com fome” depois de 300 GPs

Grosjean admira que Alonso siga “com fome” depois de 300 GPs
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Evento GP do Canadá
Localização Circuit Gilles-Villeneuve
Pilotos Brendon Hartley , Pierre Gasly
Equipes Toro Rosso Shop Now
Autor Jonathan Noble
Tipo de matéria Últimas notícias