Toro Rosso revela surpresa com salto de performance

compartilhar
comentários
Toro Rosso revela surpresa com salto de performance
Valentin Khorounzhiy
Por: Valentin Khorounzhiy
7 de abr de 2018 18:54

Hartley diz que novidades da equipe para o Bahrein trouxeram melhora instantânea; Gasly celebra “melhor volta” que já fez na F1

Brendon Hartley, Toro Rosso STR13 Honda
Brendon Hartley, Scuderia Toro Rosso STR13
Pierre Gasly, Scuderia Toro Rosso STR13
Pierre Gasly, Toro Rosso, in the garage as Brendon Hartley, Toro Rosso STR13 Honda, is returned by e
Pierre Gasly, Scuderia Toro Rosso STR13
Brendon Hartley, Toro Rosso STR13 Honda
Pierre Gasly, Toro Rosso STR13 Honda
Brendon Hartley, Toro Rosso
Pierre Gasly, Scuderia Toro Rosso STR13
Pierre Gasly, Toro Rosso STR13 Honda

A Toro Rosso não esperava pelo “enorme passo à frente” que foi visto na classificação do GP do Bahrein, admitiu Brendon Hartley.

O neozelandês e o seu parceiro de equipe, Pierre Gasly, foram eliminados no Q1 na abertura da temporada, na Austrália. Contudo, ambos foram muito mais velozes na classificação do Bahrein. 

Hartley ficou apenas 0s1 atrás do tempo suficiente para avançar ao Q3, enquanto que Gasly colocou o carro na quinta posição do grid.

Hartley afirmou que um novo pacote aerodinâmico foi responsável pelo passo de performance, sendo que os ganhos pegaram a Toro Rosso de surpresa.

“O fato de que trouxemos muita performance é muito, muito encorajador”, disse.

“Acho que a estimativa de ganho da equipe era bem pequena, e acabou sendo muito maior do que esperavam, o que também é fantástico. Geralmente ocorre o oposto disso.”

“Tive a sensação de que seria uma pista mais forte para nós de qualquer forma se comparado a Melbourne. Mas eu não esperava por esse ganho com as novidades que tive no carro.”

Segundo Hartley, a novidade foi um novo assoalho, além de peças do freio. 

Quando Gasly utilizou o novo pacote na sexta-feira, Hartley também o testou pela primeira vez e sentiu o impacto de imediato. 

“É uma diferença realmente muito grande. Logo de cara [dá para perceber]. Acho que em minha primeira volta eu já comentei como sentia o carro, então foi muito encorajador desde o início do dia.”

Já Gasly disse que a Toro Rosso esperava por um ganho de “menos de um décimo de segundo”, acrescentando: “Talvez pareça que está funcionando muito bem, então precisamos analisar de forma mais profunda seu impacto.”

Porém, ele ponderou que a maior diferença teve a ver com o acerto. “O principal é o ajuste do carro. Mudamos muito nossa filosofia. Melbourne é uma pista especial, ondulada, e você precisa mudar demais o acerto para aquela pista.”

“Aqui nós voltamos a ficar um pouco mais próximos do que tínhamos em Barcelona. Descobrimos boas direções para o acerto e me senti superconfortável com o carro desde o primeiro treino.”

O francês acrescentou que seu trabalho no Q3 lhe rendeu a melhor volta que já obteve em sua curta carreira na F1 até agora. 

“Eu não sabia se passaríamos ao Q3, mas deu certo. Depois de passar, simplesmente consegui a minha melhor volta na F1 no Q3. Foi um ótimo momento e fiquei muito feliz com aquilo.”

Reportagem adicional de Oleg Karpov e Scott Mitchell

Próxima Fórmula 1 matéria
Mercedes coloca Ferrari como favorita no Bahrein

Previous article

Mercedes coloca Ferrari como favorita no Bahrein

Next article

Hamilton reconhece: “Ferrari estava rápida demais”

Hamilton reconhece: “Ferrari estava rápida demais”

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Evento GP do Bahrein
Localização Bahrain International Circuit
Pilotos Brendon Hartley , Pierre Gasly
Autor Valentin Khorounzhiy
Tipo de matéria Últimas notícias