Toro Rosso trocará motor e Verstappen perde dez posições no grid

13º nos treinos de hoje, piloto holandês deverá ter seu motor a combustão interna trocado pela equipe de Faenza

Logo após as sessões de treinos livres desta sexta-feira em Spa-Francorchamps, a equipe Toro Rosso confirmou que deverá trocar o motor a combustão interna do holandês Max Verstappen. Este será o sexto motor que o piloto utiliza nesta temporada.

Por se tratar da primeira vez que Max utiliza um sexto elemento, ele terá de perder dez posições no grid de largada deste GP da Bélgica. Se trocar outras partes de sua atual unidade de potência pela sexta vez receberá apenas cinco posições de penalização até que troque algo pela sétima vez, a partir daí receberá dez posições de penalização mais uma vez. Ele só tinha direito de usar quatro unidades motrizes nesta temporada.

Verstappen foi sétimo e 13º nos treinos de hoje. Ele se confessou feliz com o rendimento do carro. "Foi um bom dia. Eu sempre gostei de guiar neste belo circuito, e estou feliz por estar de volta aqui”, iniciou.

“Hoje foi a minha primeira vez aqui em um carro de F1 e foi muito mais desafiador do que com um carro de F3. Em geral estou feliz com a forma como o dia correu. É claro que ainda há algumas coisas para melhorar no equilíbrio, mas não foi de todo ruim.”

12º do dia, Carlos Sainz também se confessou animado. “Foi um dia positivo hoje. Sabemos que não vai ser o mais fácil dos fins de semana de corrida para nós, porque esta pista não combina com o nosso carro, mas tivemos uma sexta-feira limpa.”

“Nós não conseguimos completar a maior parte de nosso cronograma por causa das muitas bandeiras vermelhas. Nos falta um pouco de informação em longos stints, mas estou feliz.”

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Bélgica
Pista Spa-Francorchamps
Pilotos Max Verstappen
Equipes Toro Rosso
Tipo de artigo Últimas notícias