TotalRace traz série de depoimentos exclusivos sobre Sid Watkins

Pilotos como Barrichello revelam que devem a vida ao médico. Ex-companheiro de atendimentos nas pistas relembra histórias

“Todos nós temos com Sid Watkins um grande débito de gratidão por seu cuidado e comprometimento”. A frase de Bernie Ecclestone resume o sentimento de inúmeros pilotos e profissionais que conviveram com o médico que, em quase 30 anos de atuação na F-1, mudou a cara da segurança no esporte e, de quebra, trouxe muitas melhorias para os carros de rua.

O TotalRace foi atrás de diversas destas personalidades que devem muito ao “Professor”, como era conhecido. Watkins morreu nesta quarta-feira, aos 84 anos. Em 2005, havia deixado nas mãos de Gary Hartstein a função de comandar a equipe médica que trabalha nos circuitos de F-1.

De Alex Dias Ribeiro, ex-piloto da categoria e do carro médico, que trabalhou por 13 anos com o neurocirurgião inglês, a Rubens Barrichello, que deve sua vida ao profissional que o atendeu em seu grave acidente nos treinos livres para o GP de San Marino de 1994, confira a série de depoimentos exclusivos.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias