Wolff diz que Mercedes “não entendia muito bem” atualização do motor

compartilhar
comentários
Wolff diz que Mercedes “não entendia muito bem” atualização do motor
Por:
Traduzido por: Gabriel Lima
18 de dez de 2018 09:37

Para chefe de equipe, fabricante não entendeu completamente no início upgrade que introduziu para segunda metade da temporada de 2018 na F1

O chefe da Mercedes, Toto Wolff, admitiu em entrevista ao Motorsport.com que a equipe não entendeu inicialmente a atualização do motor que adotou nesta temporada no GP da Bélgica.

"Trouxemos um upgrade para a unidade de energia em Spa que ainda não entendíamos muito bem", disse. "Foi um trabalho em andamento sobre como implantar a energia da maneira correta.”

Com o resultado, a Ferrari teria levado vantagem na corrida para o título, mas Wolff justificou o mau desempenho da equipe.

"Em Spa tivemos um pouco de azar porque eles (Ferrari) tinham uma velocidade muito forte, e não éramos competitivos na curva mais importante do circuito (La Source), onde você pega toda a velocidade para a reta. Então nós tivemos azar lá”, explicou.

"Depois, nós acertamos as coisas. A calibração do motor foi mais sólida em Monza, os engenheiros entenderam o carro um pouco melhor, entendemos o que aconteceu em La Source, e provamos em Singapura.”

Para o austríaco, Spa serviu de aprendizado e foi essencial para o progresso da equipe na temporada.

"De alguma forma eu acredito que o aprendizado em Spa e depois de Spa contribuiu muito para o nosso ganho de desempenho”, disse ele.

Wolff acredita que Monza também foi um momento importante em afetar psicologicamente a Ferrari, mesmo que não tenham sido tão bons os pontos que Sebastian Vettel perdeu na colisão com Lewis Hamilton.

"Acho que Monza foi talvez mais um golpe mental para eles, mas se Sebastian tivesse sobrevivido ao contato na primeira volta, ele teria vencido a corrida ou terminado em segundo", declarou.  "Acho que fomos muito bem lá, e teria sido uma luta muito boa. Ele terminou em quinto, então em termos de pontos não foi dramático.”

"Mas também foi sobre nosso bom momento. Eles colocaram todo o esforço em Monza para melhorar a má performance de 2017, eles investiram muito em Monza 2018 e vencemos”, afirmou.

O diretor executivo disse ainda que “ter que superar mais maus momentos" do que nos anos anteriores tornou o quinto título consecutivo da Mercedes na Fórmula 1 mais recompensador.

"Parece que tivemos que lutar mais por isso, que tivemos que superar os maus momentos com mais frequência do que tivemos que fazer em 2017, e a equipe se uniu”.

“É por isso que este ano, o alívio conquistado nesses dois campeonatos, foi muito mais satisfatório do que no ano passado”, completou. 

Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 W09, leads Sebastian Vettel, Ferrari SF71H, and the remainder of the field as Fernando Alonso, McLaren MCL33, crashes out in the background

Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 W09, leads Sebastian Vettel, Ferrari SF71H, and the remainder of the field as Fernando Alonso, McLaren MCL33, crashes out in the background

Photo by: Andrew Hone / LAT Images

Next article
Diretor de engenharia da Mercedes espera luta com Ferrari e Red Bull

Previous article

Diretor de engenharia da Mercedes espera luta com Ferrari e Red Bull

Next article

Red Bull: a Renault decepcionou seus próprios funcionários

Red Bull: a Renault decepcionou seus próprios funcionários
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Equipes Mercedes Shop Now
Autor Jonathan Noble