Toto Wolff reclama de pontuação dobrada em Abu Dhabi: 'Pode ofuscar a temporada'

Chefe da Mercedes lamenta a decisão de o vencedor da última etapa levar 50 pontos

Rosberg e Hamilton ainda disputarão o título em Abu Dhabi
Lewis Hamilton, depois de vencer o Grande Prêmio dos Estados Unidos no último domingo, abriu 24 pontos de vantagem na liderança do Mundial de Pilotos sobre Nico Rosberg, companheiro de Mercedes. Entretanto, a diferença é irrelevante, já que na última etapa, em Abu Dhabi, a pontuação será dobrada – o vencedor levará 50 pontos.
 
[publicidade]A alteração para o regulamento deste ano ainda gera polêmicas. Depois da corrida em Austin, enquanto as equipes se organizavam para viajar ao Brasil, para a etapa do próximo final de semana, Toto Wolff, chefe da Mercedes, tratou de criticar ‘esportivamente’ a decisão.
 
“A corrida com o dobro de pontos pode ofuscar a temporada. Sabemos que isso é bom para a audiência, para os fãs e quem está vendo. Mas, por outro lado, estamos em uma situação que pode mudar o resultado”, declarou Wolff ao jornal ‘Guardian’.
 
A pontuação dobrada da última etapa obriga Hamilton a garantir dois segundos lugares, no mínimo, para conquistar pela segunda vez o título mundial de Fórmula 1. 
 
Embora tenha críticas sobre o regulamento, Wolff comemorou o fato de dois carros da Mercedes disputarem o título; a escuderia já se consagrou campeã entre os construtores.
 
“É muito gratificante. Um sentimento bom, e isso me orgulha”, declarou o chefe, ciente de que a Mercedes faz história nesta temporada: a equipe igualou o número de dobradinhas de Senna e Prost, com a McLaren em 1988 (10).
 
"Quando criança, me lembro da temporada dominante da McLaren, vendo aqueles dois carros fazendo dobradinhas toda hora a um ponto que chegou a ficar entediante. Era puro domínio. Para nós, igualar esse recorde é prova que fizemos muitas coisas certas”, encerrou.
Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias