Trabalho no carro de 2013 não atrapalhará novo projeto, diz Williams

“Temos de nos certificar de que somos inteligentes na alocação dos recursos”, diz diretora Claire Williams

Com estatisticamente a pior temporada da história, a Williams não pode ainda deixar o ano de 2013 de lado, segundo a chefe da equipe, Claire Williams. O time deverá continuar trabalhando no FW35 nos próximos meses, já que tem apenas um ponto no campeonato de construtores após a primeira metade do ano.

“Não, estamos trabalhando [em ambos] juntos”, declarou Claire ao site da Autosport quando questionada se reservaria mais recursos para o carro do ano que vem.

“Temos sorte na Williams. Temos 550 pessoas trabalhando para nós e alguns dos melhores recursos no paddock. Isso nos apoia quando estamos tendo alguns problemas com o carro. Precisamos manter o foco para que possamos melhorá-lo.”

A diretora prega pelo uso inteligente dos recursos dentro do time. “Nós não podemos apenas virar e dizer que não vamos continuar a desenvolver o carro para a próxima temporada, temos de nos certificar de que somos inteligentes na alocação dos recursos, para que possamos manter os dois projetos. O trabalho de 2014 está acontecendo nos bastidores e não há preocupação com isso”, assegura.

Trocando os propulsores da Renault pelos Mercedes no ano que vem, o time ressalta a importância do relacionamento com os franceses desde 2012, mas defende mudança para o motor alemão. "Nós tivemos um ótimo relacionamento com a Renault nas duas últimas temporadas, e, antes disso, todo mundo conhece nossa história com eles", disse Claire.

"Mas tivemos que tomar uma decisão para 2014, e decidimos que o motor Mercedes e o relacionamento com eles era o que queríamos para correr em 2014.”

"As coisas mudam rápido neste esporte e você nunca sabe o que pode acontecer. Nosso relacionamento com a Renault permanecerá sempre amigável. Mas nossa relação com a Mercedes será extremamente importante para nós.”

"Olhando para onde a Mercedes está no momento, eles vão ter um pacote muito competitivo. Estamos realmente ansiosos para trabalhar com eles.”

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias